• show Legião Urbana
  • casa gourmet 2018
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Após pedir recuperação judicial, importador anuncia carro elétrico no Brasil

Suas 12 últimas lojas Citroën foram fechadas neste ano. Habib diz ter tido grande prejuízo com a queda nas vendas entre 2014 e 2016 e agora briga com a montadora francesa na Justiça.

14/11/2018 09:52h

O tema principal do encontro é o anúncio de um novo carro a gasolina, mas, no meio de sua apresentação, o empresário Sergio Habib afirma que a marca chinesa JAC venderá um carro elétrico no Brasil, o E40. Será o mais barato do Brasil de sua categoria, com preço a partir de R$ 130 mil, afirma o empresário, que passa por um momento difícil. Na semana passada, ele confirmou que o Grupo SHC está em processo de recuperação judicial.

Para Habib, não é incoerente lançar novos carros em meio aos problemas de suas empresas. "Tinha que proteger a operação da JAC das dívidas da Citröen". O empresário foi o responsável pelo lançamento oficial da marca francesa no Brasil, no início dos anos 1990. Presidiu a montadora por anos e foi dono da rede concessionária, mas o casamento se desfez.

Suas 12 últimas lojas Citroën foram fechadas neste ano. Habib diz ter tido grande prejuízo com a queda nas vendas entre 2014 e 2016 e agora briga com a montadora francesa na Justiça. Sobre o desempenho de mercado da JAC, Habib diz que a marca chinesa passa por um bom momento, crescendo 20% no acumulado de 2018 sobre igual período do ano passado, acima do mercado.

Entre janeiro e outubro, a venda total de carros de passeio e comerciais leves teve alta de 14,4%, segundo a Fenabrave, entidade que representa as distribuidoras de veículos. Os novos modelos chegam para consolidar a marca chinesa, que direciona seus investimentos para o segmento de SUVs. O E40 é a versão elétrica do T40, o jipinho urbano da JAC. Sua autonomia é de 300 quilômetros com uma carga completa, mas Habib explica que essa medição é feita a 60 km/h em rodovia plana.


Novo JAC T50, utilitário esportivo chinês, chega ao Brasil. Foto: Divulgação

Sua potência é equivalente a 115 cv, com velocidade máxima limitada a 130 km/h. As vendas começam em junho de 2019, de acordo com o empresário. Enquanto o elétrico não vem, cabe ao utilitário T50 ser a principal novidade da JAC no Brasil. O utilitário de porte médio chega às lojas por a partir de R$ 84 mil. Embora seja uma evolução do T5, há muitas diferenças. Frente e traseira mudaram bastante, com troca de faróis, para-choques, grade e lanternas.

O motor 1.5 flex é substituído pelo 1.6 a gasolina. Apesar de não poder rodar com etanol, há ganho de potência, que passa de 127 cv para 138 cv. Por dentro, o novo painel tem tela do sistema de som colocada em posição elevada, tendência do momento. Todos os T50 são equipados com câmbio automático do tipo CVT com seis marchas, controles de tração e de estabilidade, ar-condicionado digital, direção com assistência elétrica e sistema que monitora a pressão dos pneus.

A versão mais cara (R$ 88 mil) traz sistema de auxílio ao estacionamento com quatro câmeras, retrovisores com rebatimento elétrico, câmera de ré e central multimídia que espelha as telas de smartphones dos sistemas iOS e Android. Há possibilidade de o carro ser montado no Brasil, mas os planos seguem em ritmo lento.

Em dezembro de 2017, o grupo SHC divulgou que passaria a produzir carros em Goiás, um investimento de R$ 200 milhões. Com isso, cumpriria sua parte após ter recebido incentivos do programa Inovar-Auto. Se essa contrapartida não ocorrer, estará sujeita a pagar multa milionária aos cofres públicos.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado