• the shopping
  • Tirulipa
  • novembro azul 2018
  • show gustavo lima
  • Estreia programa Italo Motta
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Vacinação é a única forma de prevenção do sarampo

Os sintomas da doença são parecidos com uma gripe, apresentando tosse, espirros, vermelhidão no corpo, coriza e febre.

08/11/2018 08:29h

A brincadeira preferida de Prieto Carvalho, de 7 anos, é o pega-pega. E, para isso, é preciso correr. Um ato simples, mas que pode ser interrompido se a vacinação contra o sarampo não for feita de forma adequada nas crianças. Sabendo disso, a administradora Danielly Carvalho, tia de Pietro, levou o sobrinho ao posto de vacinação para tomar a dose e garantir a saúde do menino.

"Ele é uma criança bem ativa e gosta de brincar muito, principalmente na escola com os coleguinhas. E para que ele continue sendo assim, eu o trouxe para ser vacinado, inclusive verificar se estar faltando alguma outra vacina na caderneta, porque é importante que ela esteja em dia", conta.

A doença é contagiosa e se espalha de maneira rápida. Os sintomas de sarampo são parecidos com uma gripe, apresentando tosse, espirros, vermelhidão no corpo, coriza e febre. A doença costuma aparecer em crianças a partir de um ano de idade, por isso, antes de completarem cinco anos, elas devem ser vacinadas.

O sarampo é grave e pode causar a morte. E só existe uma maneira de estar prevenido: a vacinação com a tríplice viral, que protege contra três doenças: sarampo, rubéola e caxumba. Segundo a infectologista Amparo Salmito, o sarampo é considerado uma doença da infância, mas também pode atingir adultos. É uma virose que pode afetar o indivíduo em um nível leve, moderado ou intenso, podendo até levar a óbito.

"Quando a pessoa apresenta estes sintomas, nós vamos investigar a possibilidade de sarampo, rubéola dengue e outras doenças. O grande problema é que esse diagnóstico tem que ser feito o mais rápido possível para se tomar as devidas medidas de proteção, pois a doença tem a capacidade de transmissão muito grande. O exame consegue diagnosticar de onde ele pegou a doença, podendo ser de um familiar ou de pessoas próximas, onde eles são submetidos à vacinação", frisa Amparo Salmito.

A vacina é a principal medida protetiva, por isso, os pais ou responsáveis pelas crianças têm que iniciar rapidamente, ainda nos primeiros anos de vida, a vacinação contra sarampo, rubéola, caxumba e catapora nas crianças. Para isso, deve-se comparecer aos postos de vacinação com a caderneta de vacina. Os adultos que não se vacinaram na infância podem tomar a vacina triviral.

A atendente de restaurante Maria dos Santos está grávida e conta que também foi ao posto tomar a vacina para garantir que o filho, que vai nascer, venha com muita saúde. "Eu me vacinei porque aqui fora ele vai enfrentar um ambiente, porque ele vai enfrentar um ambiente novo", ressalta.

Meta

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 95% da população contra o sarampo. Quase 2.500 casos da doença foram confirmados pelo Ministério da Saúde no país, nos estados: Amazonas, Roraima, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pernambuco, Pará, Distrito Federal e Sergipe. Todos que não estão com a carteira de vacinação em dia e que, principalmente, vão viajar para estes estados devem procurar os postos de saúde.

Por: Isabela Lopes

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado