• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Psicóloga dá dicas para reduzir as cobranças

Profissional destaca a importância de entender seus limites e aceitá-los, de modo a evitar uma cobrança desproporcional

10/01/2020 10:19h

A correria do dia a dia, o imediatismo em resolver problemas ou obter respostas rápidas tem deixado grande parte da população estressada e ansiosa, provocando alterações emocionais, fazendo com que se perca o equilíbrio mental.

O assunto é sério e atinge tantas pessoas que o primeiro mês do ano (Janeiro Branco) faz um alerta sobre a saúde mental. O Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo e o quinto em casos de depressão. Pensando nisso, a psicóloga Irancarla Meneses destaca quais os sinais da depressão, e como identificar o momento de procurar auxílio profissional. 

“Não há um padrão, os motivos para buscar um psicólogo podem ser vários: conflitos internos, estresse, depressão e a procura por desenvolvimento pessoal, são alguns deles. Em resumo, tudo que estiver te impedindo emocionalmente de viver de forma saudável é um motivo para buscar ajuda psicológica”, indica.

Irancarla Meneses destaca a importância de entender seus limites e aceitá-los, de modo a evitar uma cobrança desproporcional, o que pode prejudicar a sua saúde mental. “O primeiro passo é a autoavaliação, necessária para se observar o grau de prioridades que se dá aos afazeres do dia a dia. Algumas perguntas precisam ser respondidas como: será que é necessária tanta urgência em resolver ou responder algo? Caso não responda agora, quais as consequências? Isso irá me afetar tanto assim? Sabendo responder essas perguntas, faremos uma escala de prioridades, o que facilita o nosso dia a dia”, orienta.

Para manter a mente saudável, a psicóloga ainda aconselha que sejam destinados momentos para o lazer. “Conhecer os seus limites e aceitá-los é uma outra forma de prevenir o descontrole emocional. Ter momentos de lazer, estar perto das pessoas que te fazem se sentir bem, aprender a dizer não às pessoas e às situações que não nos fazem bem, sair da nossa zona de conforto, ser gentil com você mesmo e com os demais é fundamental para manter a mente saudável. Também é interessante praticar atividade física para reduzir a ansiedade”, frisa.


Deixe seu comentário