• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Janeiro Branco acende alerta para cuidados com a saúde mental

O mês de janeiro foi transformado em um marco estratégico

05/01/2020 15:13h - Atualizado em 06/01/2020 11:12h

“Começou com a fadiga e problemas de concentração, quando percebi não sentia mais vontade de sair da cama e nem de fazer as coisas que antes eu mais gostava”. O relato é de uma estudante diagnosticada com depressão grave. Além dela, outros 11,5 milhões de brasileiros sofrem do mesmo problema.

Apesar de ser considerada o “mal do século”, a depressão é apenas um dos transtornos associados à saúde mental. E para acender o alerta para os cuidados com a saúde mental da população e reafirmar a importância do acompanhamento psicológico e terapêutico, o mês de janeiro foi transformado em um marco estratégico através da campanha Janeiro Branco.

A estudante Letícia* explica que a terapia tem ajudado a compreender e superar traumas do passado. Segundo ela, o processo pode ser doloroso no começo, mas com a ajuda profissional o paciente consegue perceber como muitas das suas ações estão relacionadas a traumas e experiências vividas.

“No começo era muito pesado, porque era muito doloroso revisitar essas memórias que estavam guardadas e que acabaram me levando a ter o humor deprimido. Mas com o tempo vai ficando mais leve porque você vai conseguindo lidar melhor e a superar essas experiências”, afirma.

A psicóloga Clara de Brito afirma que o objetivo da campanha é justamente conscientizar que a saúde e a educação emocional causam sintomas positivos na harmonia das relações e no autoconhecimento, quando tratados de forma correta. 

A profissional ressalta a importância dos cuidados com a saúde mental e desmistifica o fato de que apenas as pessoas que já sofrem de transtornos mentais devem procurar acompanhamento especializado, uma vez que todas as pessoas passam por problemas e dificuldades e todos estão suscetíveis a situações de impactos negativos na saúde mental.

“O fato de acharmos que está tudo bem conosco agora, não quer dizer que sempre estará. Precisamos entender que nossos cotidianos estão cada vez mais exaustivos, que cobranças surgem por todos os lados, que nem sempre vamos conseguir ser fortes nas situações e tudo bem. Somos pessoas e às vezes funcionamos como máquinas e a ideia não é essa. Quanto mais cuidamos de nós, melhor poderemos cuidar dos outros, de quem amamos e queremos por perto. Saúde mental não é brincadeira”, destaca.

Psicóloga Clara de Brito destaca a importância dos cuidados com a saúde mental( Foto:Arquivo Pessoal)

Por falta de informação ou até mesmo negligência, muitas pessoas que apresentam sintomas associados a transtornos mentais acabam por não procurar ajuda. É importante que as pessoas se atentem para o fato que, muitas vezes, esses distúrbios acabam por manifestar problemas fisiológicos, como gastrite, dores de cabeça e pressão alta.

“Hoje em dia, no mundo em que vivemos cuidar da saúde mental é importantíssimo. O impacto da falta de cuidado consigo pode causar problemas tanto internos como cansaço, fadiga, falta de disposição, como externos, no relacionamento desta pessoa com os outros, no trabalho, no grupo de amigos, favorecendo inclusive o aparecimento de problemas fisiológicos mesmo”, destaca a psicóloga.

Para a psicóloga, a terapia é o ponto chave do processo e muda a qualidade de vida, porque nela o indivíduo aprende a entender sobre si, sobre seus sentimentos, sobre o que o angustia, sobre as aflições e faz descobertas no momento da fala, que o ajudam a entender de onde vêm todas essas sensações. “Falar é libertador”, completa.

*O nome da entrevistada foi alterado para preservação de sua identidade.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário