Vice-presidente Hamilton Mourão viaja a Pedro II para visitar familiares

O vice-presidente se deslocou da Capital piauiense para o município do interior sob forte escolta da Polícia Rodoviária Federal. Ontem, ele recebeu o título de Cidadão Piauiense.

27/04/2019 11:31h - Atualizado em 27/04/2019 11:59h

Compartilhar no

O vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, viajou na manhã deste sábado (27) para a cidade de Pedro II, a 204 Km de Teresina, para visitar seus familiares. Os avós de Mourão são piauienses e naturais daquela cidade. O trajeto pela BR-343 foi feito sob forte escolta da Polícia Rodoviário Federal, que disponibilizou batedores especialmente para a comitiva, que contava ainda com uma ambulância do SAMU e uma viatura do Corpo de Bombeiros para darem apoio.


Hamilton Mourão está no Piauí desde a noite da quinta-feira (25), quando desembarcou no aeroporto de Teresina. Nesta sexta (26), ele participou de uma reunião a portas fechadas com o governador Wellington Dias, em que disse ter tratado de temas de interesse do Estado e do país de forma “franca, sincera, honesta e republicana”. Dentre os assuntos debatidos estava o apoio do Governo Federal às obras de infraestrutura no estado.


Mourão está no Piauí desde a noite da última quinta-feira (25) - Foto: Jailson Soares/O Dia

Ao meio dia, o vice-presidente recebeu das mãos do deputado Themístocles Filho, presidente da Assembleia Legislativa, o título de Cidadão Piauiense. Em seu discurso, Mourão relembrou as origens de sua família no Estado e destacou a recepção calorosa, a cordialidade e a simplicidade do povo piauiense. Na ocasião, ele aproveitou ainda para pedir ao Piauí que apoie o projeto de governo do presidente Jair Bolsonaro.

À noite, Mourão participou da abertura da 24ª Convenção dos Dirigentes Lojistas do Piauí. No evento, o vice-presidente defendeu a necessidade de urgência na aprovação da Reforma da Previdência, afirmando que, caso isso não aconteça, as futuras gerações ficarão comprometidas. No mesmo evento, o governador Wellington Dias pediu que Mourão levasse a Bolsonaro um recado em seu nome: o de que a eleição foi no ano passado e já passou.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário