Vereadores criticam oito meses de "obras paradas" em Teresina

Três reformas administrativas já foram aprovadas. Seis secretários de primeiro escalão foram substituídos em oito meses

10/08/2021 12:35h - Atualizado em 10/08/2021 13:09h

Compartilhar no

"Uma gestão que não engrenou". A crítica é do vereador de Teresina Edson Melo (PSDB). Oito meses após o início do governo de Dr. Pessoa parlamentares criticaram, na sessão parlamentar desta quarta (10), a falta de articulação da cúpula do executivo e as obras paradas. 

Vetores cruciais para a mobilidade no município como o viaduto da tabuleta e a avenida Ulisses Marques, com obras paralisadas, foram duramente criticados. Além de Edson Mello vereadores da própria base de Dr. Pessoa também criticaram a gestão. Nomes como Luiz Lobão (MDB) e Ismael Silva (PSD) reprovaram os problemas na execução de obras. Ismael citou melhorias em áreas essenciais como saúde e educação que estão, segundo ele, paralisadas. 

"Já trouxemos a tribuna os problemas de obras importantes também paralisadas na zona norte e na zona sul. Não temos obras paralisadas somente na área de mobilidade urbana, vai muito além, temos obras paradas nas áreas de saúde e educação. Precisamos desse posicionamento para que possamos dar uma resposta a população. Diariamente somos cobrados, já se passaram oito meses desta gestão e precisamos saber o que está impedindo a conclusão das obras" criticou o parlamentar em pronunciamento.


Foto: ODIA

Gestão que não engrena

Um dos vereadores mais experiente na casa, Edson Mello, lembrou as constantes trocas no executivo.  Três reformas administrativas já foram aprovadas e seis secretários de primeiro escalão foram substituídos em oito meses, decisões, segundo ele, equivocadas, que comprometem diretamente a vida do cidadão.

"O que nós percebemos é que o corpo de gestão da Prefeitura de Teresina ainda não engrenou, já foram oito meses, algumas obras que a construtora entregou por não ter interesse na obra já teria dado tempo de ser retomadas.  Está havendo uma falta de entrosamento e de resultados dessa equipe que assumiu" afirmou o vereador.


FOTO: Assis Fernandes/ODIA


Recursos para saúde

Em defesa da Prefeitura o vereador Dudu (PT) lembrou o momento econômico difícil enfrentado pela gestão. Segundo ele a queda no repasse federal para o custeio do combate a Covid-19 afeta a gestão.

“Estamos há oito meses nesta gestão e temos a consciência que precisamos avançar, agora não vamos esquecer que de oito meses para trinta e cinco anos têm uma diferença grande. Não estou fazendo nenhuma defesa e nenhuma comparação, mas estamos vivendo um problema grave com a pandemia. Esse ano de 2021 nenhum centavo a mais entrou nos cofres da Prefeitura para combater a COVID, mais importante que fazer uma ponte, fazer uma via, é salvar vidas. Essa gestão está priorizando por vidas” concluiu o vereador Dudu

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário