Vereadora denuncia cancelamento de contrato de fisioterapeutas pela Prefeitura de Teresina

Com os contratos foram finalizados na terça (5) os teresinenses estão sem atendimento fisioterápico durante as noites e aos finais de semana

06/10/2021 12:25h - Atualizado em 06/10/2021 12:33h

Compartilhar no

A vereadora Pollyanna Rocha denunciou na manhã de hoje (6), durante sessão na Câmara Municipal, que a Prefeitura de Teresina cancelou o contrato de fisioterapeutas que atuavam nas enfermarias e no pronto atendimento da rede municipal de saúde da capital. Segundo a parlamentar, os contratos foram finalizados na terça (5) e, desde ontem, os teresinenses estão sem atendimento fisioterápico durante as noites e aos finais de semana. A denúncia foi feita inicialmente pelo Conselho Regional de Fisioterapia o Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Piauí.

Durante a pandemia o trabalho do fisioterapeuta foi comprovado como essencial, hoje a rede municipal de saúde de Teresina conta com 182 fisioterapeutas entre efetivos e contratados e 46 estagiários. Pollyanna Rocha chamou de retrocesso o cancelamento dos contratos de fisioterapeutas

“É incontável o número de pessoas que foram reabilitadas de sequelas físicas da Covid graças à atuação destes profissionais e ao receber essa denúncia vejo que estamos nadando contra a corrente. É inadmissível que os teresinenses fiquem sem acesso aos serviços destes profissionais à noite e aos finais de semana, inclusive chegou até mim a informação que pacientes em ventilação mecânica estão sem assistência fisioterápica e nas UTIs os fisioterapeutas estão sendo mantidos apenas por obediência à lei. A necessidade não tem hora marcada”, destacou.

Ainda durante a Sessão Plenária, a parlamentar apresentou um Requerimento solicitando ao prefeito Dr. Pessoa que os fisioterapeutas sejam mantidos em seus cargos até que um concurso público para a categoria seja realizado. O documento foi aprovado por unanimidade pelos vereadores da Casa.

Foto: Jailson Soares/Política Dinâmica

Prefeitura nega prejuízo

Em nota a Prefeitura de Teresina negou que haja qualquer prejuízo para a população com o rompimento do contrato com os profissionais de saúde.

“A Fundação Municipal de Saúde (FMS) informa que a dispensa de fisioterapeutas antes designados para as áreas Covid de hospitais não traz prejuízos para a população. Os referidos profissionais foram contratados por meio de teste seletivo de caráter temporário, para atendimento às demandas desse período. Com o fim do pico de casos e a reorganização do atendimento, se encerrou o contrato com esses servidores, que foram dispensados. A FMS ressalta que o estabelecido em contrato é que os profissionais permaneceriam de acordo com a necessidade da rede, e que houve ainda a manutenção de alguns cargos, realocados em outros setores. Assim como os fisioterapeutas, todas as demais categorias passaram pelo mesmo processo. Portanto, não há prejuízo para o atendimento, pois será mantido o quantitativo de profissionais necessário para as demandas do serviço”

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações Ascom Pollyanna Rocha

Deixe seu comentário