TRE-PI cassa mandato de Joel de Lima, prefeito de Miguel Leão

Eleitores do município voltam às urnas no dia 6 de agosto para escolher o gestor que ficará no cargo até 2020

20/06/2017 08:37h - Atualizado em 20/06/2017 09:23h

Compartilhar no

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí cassou ontem (19) o mandato de três vereadores de Miguel Leão, incluindo o do presidente da Câmara, Zé de Abreu (PT), que exercia interinamente o mandato de prefeito do município. Além de Zé de Abreu, os vereadores Cleisson Batista e Mizael de Lima (PT) também foram cassados. A Justiça Eleitoral marcou para o dia 6 de agosto as novas eleições para prefeito da cidade. Os três vereadores podem recorrer da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral. 

Três vereadores, incluindo o prefeito em exercício (foto), foram cassados acusados de prática de conduta vedada a agente público durante campanha (Foto: Divulgação)

Os três vereadores foram cassados pelo mesmo motivo que levou à cassação do mandato de Joel de Lima (PSD), reeleito prefeito ano passado. Uma ação de investigação judicial eleitoral ingressada pela coligação “Juntos somos mais fortes”, que ficou em segundo lugar nas eleições do ano passado, acusava Joel de Lima e os vereadores de sua base de conduta vedada a agente público porque eles participaram da inauguração de obras no período vedado pela legislação eleitoral. 

Segundo as denúncias acatadas pela Justiça Eleitoral em julho do ano passado, o então prefeito Joel de Lima e vereadores inauguraram o estádio “Altamirão”, dentre outras obras. Entre as provas coletadas pela acusação para provar a participação dos vereadores e do prefeito, o TRE identificou imagens e textos publicados nas redes sociais pelos próprios acusados. 

Até as eleições em agosto, Renê de Sousa (PSD), vice-presidente da Câmara, vai ficar no mandato de prefeito. A cidade de Miguel Leão fica localizada a 88 quilômetros ao sul de Teresina e tem apenas 1253 habitantes

Compartilhar no
Por: João Magalhães

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário