• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • Clínica Shirley Holanda
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Soltura de Lula repercute entre aliados piauienses

A saída do ex-presidente da carceragem da PF, em Curitiba, repercute entre aliados piauienses

09/11/2019 09:38h

A saída do ex-presidente Lula da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que mudou o entendimento acerca da prisão em segunda instância, já repercute entre os membros do Partido dos Trabalhadores e aliados no Piauí.

Lula deixa a prisão após 580 dias. Foto: Reprodução Uol

Para o deputado Assis Carvalho, presidente do diretório estadual do PT no Piauí, a presença da maior liderança da agremiação, apta a encampar as discussões políticas, dá ainda mais ânimo aos correligionários para a disputa das eleições municipais do próximo ano.

“O partido já disparadamente o mais querido do Brasil, porque a sociedade começa a perceber a injustiça feitas com o PT, que foi quem mais incluiu os humildes. As pessoas já nos dão essa oportunidade, com o Lula no meio de nós, é claro que ficamos muito mais fortalecidos”, avaliou petista.

Quem também considerou positiva o novo entendimento do STF e a soltura de Lula foi o senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, cotado para disputar o Governo do Estado em 2022. Além de comemorar a liberdade do ex-presidente e criticar o que chamou de “processo político”, não escondeu o desejo de contar com o apoio de Lula nos próximas eleições.

“Ele é, com certeza, o político mais forte e identificado com o povo, principalmente aqui no Nordeste. É uma força muito grande em um palanque, eu mesmo gostaria de tê-lo”, enfatizou o senador.

Já o governador Wellington Dias (PT) considera que o novo entendimento do STF sobre a constitucionalidade da prisão em segundo grau, embora tardio, foi correto. “Vamos ser sinceros, passaram uma rasteira, usando o Judiciário, nas eleições de 2018 [...] Ele continua sendo, mesmo com tudo que aconteceu, o maior líder do Brasil., por isso que ele tem uma importância estratégica não só para um partido mas para o país”, finalizou.

A vice-governadora, Regina Sousa, também comemorou a saída de Lula da prisão. Para ela, o ex-presidente ainda pode ser considerado a maior liderança política do país. “O Lula é muito corajoso, está com muita coragem, muita disposição e, com certeza, isso fortalece muito a luta popular. Lula é o maior cabo eleitoral desse país, ele influenciou a política de dentro da prisão”, avaliou.

Parlamentares vão ao encontro do ex-presidente

Lideranças do partido dos Trabalhadores no Piauí acompanharão neste sábado o ato que vai ser realizado pelo ex-presidente Lula na sede do Sindicato dos Metalurgicos, em São Bernardo do Campo (SP). Devem estar presentes o governador Wellington Dias, o deputado federal Assis Carvalho, presidente estadual do PT, e o deputado estadual Francisco Limma.

A concentração está marcada para as 10h, nas proximidades do sindicato, mesmo local de onde Lula foi levado pela Polícia Federal, no dia 07 de abril do ano passado. A expectativa é que militantes do Partido dos Trabalhadores, artistas e simpatizantes do ex-presidente compareçam ao evento.

“Vamos abraçar o maior líder do Brasil e maior referência do mundo. é um orgulho poder estar com ele. Foram 580 dia de injustiça, de uma prisão sem provas, um processo montado para tirá-lo das eleições de 2018, mas finalmente o STF reestabeleceu o que a Constituição assegura, que é presunção da inocência”, disse Assis.

Por: Natanael Souza, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário