Site de Marina tem quase o dobro de acessos de Dilma e Aécio juntos

Nas redes sociais, a vantagem da candidata do PSB é ainda maior - 80% contra 16% de Dilma e 3% de Aécio.

16/09/2014 18:50h

Compartilhar no

O site de campanha da coligação Unidos pelo Brasil, da candidata à Presidência da República Marina Silva (PSB), teve mais acessos, em agosto, que os dos candidatos adversários Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff juntos. A página virtual da pessebista contabilizou 1.155.619 acessos no mês, ante 408.629 da petista e 270.180 do candidato tucano, segundo dados levantados por meio da plataforma SimilarWeb. Proporcionalmente, se somarmos as visitas aos sites dos três candidatos, Marina terá 63% do total, contra 22,28% de Dilma e 14,73% de Aécio.

Contabilizando aqueles internautas que acessaram uma das páginas dos presidenciáveis após pesquisar em um site de busca online, 57,45% seguiram para a de Marina, 22,52% para a de Dilma e 20,02% para a de Aécio. Mas a força da candidata líder no ranking está nas redes sociais, porta de entrada de grande parte de suas visitas, mais que para seus adversários. De todos os usuários que chegaram a um dos três sites por meio das redes sociais, 79,51% deles foram para o da pessebista, 16,71% para o da petista e apenas 3,79% deles para o do tucano.

A predominância de um eleitorado mais jovem entre os que diziam votar em Marina em agosto é um dos fatores que pode ter facilitado a ponte ao site da candidata pelas redes sociais. Em pesquisa Ibope divulgada no dia 27 daquele mês, a pessebista ganhava dos seus concorrentes no eleitorado mais jovem, de 16 a 34 anos, mesmo perdendo para Dilma na intenção de votos do total dos entrevistados.

Datas marcantes

A data com o maior número de acessos para o site de Marina foi o dia 30 de agosto (316.727 acessos), quando a candidata fez algumas modificações no seu plano de governo. O pico de acessos para as páginas virtuais de Dilma e Aécio, 34.426 e 17.943 respectivamente, ocorreu no dia 19, início da propaganda eleitoral dos presidenciáveis na televisão - o primeiro programa do PSB foi dedicado à memória de Campos, não mostrou Marina e não gerou aumento no tráfego.

No dia 13, quando morreu o então candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, em uma queda de avião em Santos, os três sites de campanha apresentaram número de acesso maior que em qualquer dia de agosto até então. Na data em que o PSB anunciou Marina Silva como a substituta de Campos na corrida presidencial (20 de agosto) a página da coligação presidencial teve 37.925 acessos, o maior número para o mês até aquele momento, iniciando uma linha ascendente de visitas diárias.

O número de acessos por internautas nos três sites passou a ter também um aumento gradual a partir do dia 26, quando tiveram início os debate entre os presidenciáveis em veículos de comunicação. 

Compartilhar no
Fonte: Terra
Por: Pedro Rocha

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário