Sílvio Mendes diz que Wilson Martins "˜quebrou"™ acordo com o PSDB

Novo mal-estar na base governista envolve indicação à suplência de Wilson.

08/07/2014 10:54h

Compartilhar no

A chapa governista se vê mais uma vez diante da discussão sobre a quebra de acordos firmados entre os partidos que integram a base de apoio ao governador Zé Filho (PMDB). Depois da crise causada com a decisão de Zé Filho (PMDB) de ser candidato à reeleição, obrigando o deputado Marcelo Castro (PMDB) a desistir da candidatura, um novo mal-estar foi criado entre os aliados governistas, mas agora entre o PSDB e o PSB.

O ex-governador Wilson Martins (PSB) irritou os tucanos ao indicar o vereador Edvaldo Marques (PSB) para a sua primeira suplência e não o vereador Joninha (PSDB) como o acordado anteriormente. Em entrevista ao Jornal O DIA, o ex-prefeito Sílvio Mendes (PSDB), candidato a vice-governador, acusou Wilson de ter quebrado o acordo firmado entre PSB e PSDB. Uma reunião de emergência foi realizada na casa do governador Zé Filho na noite da segunda-feira (07) para solucionar o acordo. Os 'conciliadores' da base tentaram intervir, mas Sílvio e Wilson não chegaram a um acordo. 


Os tucanos exigiam a primeira suplência e recusaram a oferta de Wilson Martins de entregar a segunda suplência para Joninha. Sílvio lembrou que mais uma vez um acordo foi desfeito na base governista. €œTodos acompanharam o que aconteceu quando o acordo com o Marcelo Castro (PSB) foi desfeito. A base teve que ser recomposta e entre os acordos políticos acertados para isso combinamos que o governador Zé Filho (PMDB) iria apoiar Aécio Neves e o PSDB indicaria a primeira suplência de Wilson Martins. Mas este quebrou o acordo€, disse.

Sem acordo com Wilson Martins, o vereador Joninha irá concorrer ao cargo de deputado estadual. Segundo Silvio, depois o Wilson quis oferecer a primeira suplência para ele. "Mas não aceitei porque já sou candidato a vice de Zé Filho. O acordo foi firmado com o PSDB e não com o Sílvio Mendes. Acordos devem ser respeitados e neste caso não foi€. disse. 

Ao ser questionado se irá votar no ex-governador Wilson Martins (PSB) para o Senado, Sílvio faz mistério e prefere não responder a pergunta. €œEssa é uma discussão para outro momento, agora estamos tratando deste acordo que foi quebrado. Ou o PSDB ficaria com a primeira suplência ou não ficaria com nada€, comentou.

Na lista de candidatos divulgada pelo TSE, o nome de Joninha (PSDB) aparece na segunda suplência de Wilson Martins, mas o vereador afirma que não assinou a ficha. €œO TRE-PI vai notificar a coligação para que eles escolham um outro suplente. Eu sou candidato a deputado estadual pelo PSDB. Ficamos chateados e Sílvio Mendes afirmou que não vai mais buscar acordo com Wilson Martins€, revelou.  

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Lídia Brito - Jornal O DIA

Deixe seu comentário