Secretário de Dr. Pessoa dá "balão" em vereadores e causa mal-estar na Câmara

Parlamentares cobram explicações sobre um possível fechamento do Hospital Mariano Castelo Branco, na zona norte

11/08/2021 12:00h - Atualizado em 11/08/2021 12:34h

Compartilhar no

Um convite ao presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina, Dr. Gilberto Albuquerque, terminou em confusão na Câmara Municipal de Teresina. Parlamentares cobram explicações sobre um possível fechamento do Hospital Mariano Castelo Branco, na Santa Maria da Codipi, convidado para prestar esclarecimentos o gestor sequer respondeu ao parlamento. 

O requerimento, aprovado na última quarta, foi apresentado após denúncias de moradores da zona norte do fechamento da unidade. A não realização da sessão, que aconteceria na última terça, foi classificado como um desrespeito por alguns vereadores. Dr. Leonardo Eulálio (PL), vice-presidente da comissão de saúde da casa, criticou a ausência do gestor da prefeitura.

“Ontem estávamos todos os vereadores esperando o Dr. Gilberto que de forma deselegante nem nos comunicou, antes era um convite que agora foi transformado em convocação. Acredito que ele venha colocar a forma que ele está desenhando para esse novo modelo de assistência” concluiu.


FOTO: Tarcio Cruz/ ODIA

Ministério Público

Em nota a Fundação Municipal de Saúde justificou a ausência do presidente na sessão e esclareceu que ele estava em outra audiência no Ministério Público.

“Ele participou na segunda-feira (09) de audiência pública virtual às 9h com a Câmara de Vereadores de Teresina. Tema foi o sistema de regulação de procedimentos cirúrgicos eletivos da FMS. Convite para audiência foi enviado no dia 30 de julho para o Gabinete da FMS.

Ontem (11) ele teve audiência pública com Ministério Público Estadual durante toda manhã. A audiência solicitada pelo MP no dia 23 de julho através do ofício 29PJ No 1508/2021 cujo horário foi além do previsto.”

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário