• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Rooney descarta ceder presidência do DEM para Paes Landim

O deputado federal tem articulado a sua chegada ao Democratas via o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. Mas Rooney tem apoio de Heráclito Fortes.

14/01/2020 08:23h

Nos últimos dias surgiu a informação de que deputado federal Paes Landim pode se filar aos quadros do Democratas. O parlamentar estaria negociando a ida para o partido diretamente com nomes do núcleo nacional, como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM)

Questionado sobre a possibilidade, o presidente estadual da sigla, Rooney Lustosa, confirmou os diálogos para a filiação de Paes Landim, mas fez questão de ressaltar que, caso a negociação seja concretizada, o parlamentar não chegará para assumir o comando do diretório estadual, mas sim como um filiado comum. 

Rooney tem coordenado o partido no Piauí e reconhece que a sigla ganharia com a filiação do experiente deputado. (Foto: Elias Fontenele/O DIA)

“Ele tem interesse, a gente não descarta e recebe com maior prazer, se ele vier. Estamos aguardando. Essa negociação começou lá em Brasília. Quando ele vir, ele vem como filiado. A gente não objeção nenhuma, entretanto, não tem como ele vir para ficar no comando do partido, porque nós temos um diretório formado por convenção, que tem mandato até o mês de dezembro”, ressaltou. 

Apesar de rechaçar a possibilidade de ceder o comando estadual do Democratas a Paes Landim, Rooney Lustosa reconhece que a chegada do parlamentar representa um fortalecimento do partido à nível estadual, podendo ter reflexos nas próximas disputas eleitorais, de 2020 e 2022. 

“Ele é muito bem vindo. É um deputado que, embora não seja titular, fortalece o partido. Ele tem uma história política e uma tradição, especialmente na região sul do estado. Então, o grupo dele deve vir junto com ele, para participar das eleições, e isso não deixa de fortalecer o partido”, destacou o presidente estadual do Democratas. 

Democratas trabalha para voltar ter representação na Câmara Municipal de Teresina 

A direção do Democratas trabalha para que o partido volte a ter representação na Câmara Municipal de Teresina, a partir de 2021. De acordo com o presidente estadual, Rooney Lustosa, a expectativa é eleger, pelo menos, dois vereadores na capital na eleição do próximo mês de outubro. “Estamos formando uma chapa boa e competitiva e temos a expectativa de fazer dois vereadores e brigar pelo terceiro”, disse. 

Para alcançar o objetivo, a sigla pretende concluir nas próximas semanas a formatação da chapa, que conta, entre outros nomes, com Quem-Quem, Joaquim Júnior e Florêncio, que já foram candidatos em eleições passadas. De acordo com Rooney Lustosa, o Democratas deve eleger vereadores no próximo mês de outubro com desempenho eleitoral entre 2000 e 2200 votos. Para garantir a igualdade de condições, alguns critérios estão sendo estabelecidos internamente. 

“Fizemos os critérios para dar uma uniformizada na concorrência e diminuir um pouco a disparidade entre os candidatos”, explicou. 

Por: Natanael Souza

Deixe seu comentário