Rafael Fonteles é reconduzido à presidência do Comsefaz

A eleição aconteceu durante a 23ª reunião ordinária do órgão, realizada em Brasília.

05/04/2019 08:07h

Compartilhar no

O secretário estadual da Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles, foi reconduzido para a presidência do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz). 

Rafael Fonteles fica no cargo até abril de 2021, e vai representar os Estados na discussão de questões que estão na pauta dos interesses fazendários, como a Reforma Tributária e as Transferências Constitucionais, além de atuar na busca de harmonização das questões que envolvem os tributos estaduais. “É uma honra ser eleito presidente de um órgão tão importante para integração entre as secretarias de Fazenda do país, que visa articular e defender os interesses dos Estados nas áreas fiscal, tributária e econômica”, afirmou. 

O piauiense já tinha sido escolhido para presidir interinamente o Comsefaz em dezembro de 2018, depois da saída do então presidente André Horta Melo do cargo de secretário estadual de Tributação do Rio Grande do Norte. 

COMSEFAZ

O Comsefaz é uma associação civil sem fins lucrativos que tem por finalidade promover a integração entre as Secretarias de Fazenda, Finanças, Receita e Tributação dos Estados e do Distrito Federal e a articulação conjunta desses órgãos em matérias de interesse comum, visando otimizar a gestão fiscal,  financeira e tributária das respectivas unidades federativas.

O grupo é parceiro dos poderes públicos na discussão das políticas fiscal, tributárias e financeiras, na realização de ações, estudos e outras atividades relacionadas à área, reconhecendo o papel institucional como fomentador e mediador das discussões que envolvam os interesses legítimos das Secretarias da Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal.

Compartilhar no
Edição: João Magalhães
Por: Natanael Souza - Foto: Assis Fernandes/ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário