• Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

PT deve ratificar decisão contrária a filiação Marcos Monteiro

Assis Carvalho, afirmou que não deve interferir nas decisões tomadas pelo partido em Teresina.

15/02/2020 14:33h

O imbróglio envolvendo uma eventual filiação do suplente de vereador da capital, Marcos Monteiro, ao Partido dos Trabalhadores (PT) deve ser resolvida pelo diretório estadual da sigla, que no entanto, garante não interferir nas decisões tomadas a nível de município, de barrar o acerto.

Apesar de ressaltar o apreço pela família do ex-deputado estadual Fernando Monteiro, falecido no final do ano passado, o presidente estadual do PT, Assis Carvalho, afirmou que não deve interferir nas decisões tomadas pelo partido em Teresina.


 “Ainda não recebi nada, mas recebendo vamos avaliar a proposição, no entanto, nossa posição é orientar sempre o respeito à instância municipal”.

Além disso, o mandatário ainda mencionou situações semelhantes em outras localidades do estado, como Alegrete, Francisco Santos, Ipiranga e Uruçuí, em que terá o mesmo posicionamento. “Assumi o compromisso de mediar isso em vários municípios, para que não haja conflito. Assim como em Teresina, vamos respeitar a decisão do diretório municipal. Nem em todos os municípios poderemos resolver os impasses”, avaliou Assis Carvalho.

Governador aprova

Apesar de desagradar os correligionários teresinenses, uma provável chegada de Marcos Monteiro ao PT é vista com bons olhos pelo governador Wellington Dias, que destacou a aliança com a família em outras oportunidades. “O partido é quem toma essa decisão, mas da minha parte digo que sim (..) o saudoso deputado Fernando Monteiro trabalhou com vários líderes na última eleição, e minha avaliação é que essa afinidade ajuda a fortalecer o partido”, finalizou.

Edição: João Magalhães
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário