• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

PSOL não descarta lançar candidatura coletiva em Teresina

O PSOL já conseguiu eleger deputados estaduais em Pernambuco e São Paulo seguindo essa mesma tática.

27/11/2019 11:49h - Atualizado em 27/11/2019 12:05h

Enquanto muitos partidos se mobilizam para conseguir compor suas chapas proporcionais para eleições municipais da capital piauiense em 2020, o PSOL deve ter ao menos uma candidatura coletiva como estratégia para o pleito na capital piauiense, prática já adotada em outros estados em disputas eleitorais.

“Estamos elaborando nosso projeto para a cidade de Teresina e dentro disso pode surgir sim, pelo menos uma candidatura coletiva para vereador, feita por quatro ou cinco mulheres”, explica o dirigente Waldílio Siso, presidente do diretório do PSOL no Piauí.

Neste caso o partido registraria o nome de um único candidato que, conseguindo lograr êxito na disputa por uma cadeira na Câmara de Vereadores, exerceria o mandato coletivamente com as demais integrantes da candidatura, que formariam o seu gabinete.

O PSOL já conseguiu eleger deputados estaduais em Pernambuco e São Paulo seguindo essa mesma tática. Siso considera que essa é uma forma do partido tornar mais democrático o processo eleitoral, mas enfatiza que essa discussão é feita, neste momento, por tendências setoriais e órgãos de base que compõe a agremiação política.

“Essa é uma forma de demonstrarmos que a eleição não é um fim, mas um processo pelo qual temos a possibilidade de dialogar com a sociedade, discutir programas e não nomes de pessoas, pois a política brasileira é muito personalizada neste sentido”, finalizou o presidente estadual do PSOL.

Edição: Luiz Carlos de Oliveira
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário