• Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia

PSL inaugura nova sede estadual em Teresina visando crescimento

O evento reuniu várias lideranças políticas locais de diversas outras siglas

01/06/2019 15:29h - Atualizado em 01/06/2019 17:19h

O PSL inaugurou neste sábado (1) a nova sede do seu diretório estadual em Teresina. O evento reuniu várias lideranças políticas locais de diversas outras agremiações, além da deputada federal Joice Hasselmann  (PSL), líder do Governo Federal no Congresso Nacional, que aproveitou o momento para pedir empenho do governador Wellington Dias (PT) na aprovação da Reforma da Previdência e falou sobre a sigla no estado.

(Foto: Divulgação)

"Estou cheia de expectativa. Não posso falar do que vai acontecer, mas posso falar da minha esperança. Espero que o PSL aqui seja um divisor de águas, que chegue para fazer a diferença e para ajudar a endireitar essa região. Precisamos trazer o nosso Nordeste mais para a direita", declarou a parlamentar.

O vereador Luís André, presidente do PSL no Piauí, pontou a alegria e importância do novo espaço físico do partido. “Você não sabe o esforço que toda militância e a executiva do partido fizeram, para que que tivéssemos toda essa festa. Não só para todos os correligionários e pessoas que querem fazer o PSL no Piauí, no interior e na capital, ter uma sede própria”, declarou.

À frente da sigla, o parlamentar da capital destacou que com a nova sede, ficará mais fácil e ágil a formação de comissões provisórias do partido nas cidades do interior do estado. Além de expansão da legenda, o PSL almeja sua consolidação política em Teresina, visando não apenas as eleições municipais de 2020, mas também o pleito de 2022.  

(Foto: Divulgação

“A missão do partido no interior é fazer dez prefeitos, 20% da bancada dos prefeitos do Piauí. Na maioria das capitais do país iremos lançar candidatura própria, inclusive em Teresina, é bom deixar claro que teremos um candidato a prefeito”, afirmou o pesselista.

A intenção do partido é manter a aliança político-administrativa com o prefeito Firmino Filho (PSDB), que tentará a eleição do seu sucessor, pelo menos até a definião de um nome para disputa ao Palácio da Cidade, o que, de acordo com o vereador, só deve acontecer no próximo ano. “Não podemos falar agora porque o momento é de diálogo”, ressaltou.

Recado

Ao assumir recentemente o controle do PSL no Piauí, Luís André chegou a ter sua presidência contestada por alguns integrantes da sigla. Ele reforçou a união entre os correligionários. “As pessoas que querem ajudar irão ficar no partido, mas as que querem atrapalhar, que procurem o seu rumo”, finalizou.

Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário