• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Valdeci reage a críticas por dar nome de Bolsonaro a escola

O prédio vai ser inaugurado no próximo dia 14 de agosto, durante as comemorações dos 175 anos de Parnaíba.

01/08/2019 07:55h - Atualizado em 01/08/2019 17:44h

O presidente da Fecomércio do Piauí, Valdeci Cavalcante, vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), reagiu às críticas que a entidade vem sofrendo por batizar uma escola militar com o nome do presidente da República, Jair Bolsonaro. O prédio vai ser inaugurado no próximo dia 14 de agosto, durante as comemorações dos 175 anos de Parnaíba. 

Para Valdeci, em pouco mais de seis meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro já demonstrou boa vontade e atuou demandas históricas do Piauí, como a dos Tabuleiros Litorâneos e a duplicação da BR 135. A homenagem, segundo ele, é uma forma de retribuir a atenção que o Governo Federal tem tido com o Piauí. “Temos que mostrar para o presidente da República que a posição do governador Wellington Dias é uma posição isolada, uma posição ideológica, uma posição política. O povo do Piauí não tem nenhuma rebeldia contra o presidente Bolsonaro. O povo do Piauí gosta do presidente. Queremos que ele veja o Piauí assim. Ele vem ao Piauí para ser bem recebido e bem tratado”, disse Valdeci Cavalcante. 


Valdeci Cavalcante diz que o Piauí gosta do presidente e ele será bem tratado aqui - Foto: Ascom/Fecomercio

Ainda de acordo com o presidente da Fecomércio Na campanha passada, para governador, eu não poderia deixar de apoiar o Luciano Nunes para estar com o PT...então saí do partido no Piauí, representantes da instituição já estão em contato com o Palácio do Planalto para confirmar os detalhes da vinda do presidente da República ao Piauí. A articulação também está sendo feita pelo cerimonial da Prefeitura de Parnaíba. 

“O prefeito Mão Santa é o grande amigo do Bolsonaro. O cerimonial do Palácio do Planalto está conversando com o cerimonial da Prefeitura de Parnaíba. Já tem pessoas da Presidência da República cuidando disso lá em Parnaíba”, pontuou. 

A Escola 

A escola militar presidente Jair Messias Bolsonaro vai ser a primeira no modelo implantada pelo Sesc no país. O prédio terá capacidade para 400 alunos e deve atender os filhos de comerciários

Por: Natanael Souza - Jornal O Dia

Deixe seu comentário