Prefeitura veta assistência a crianças órfãs da COVID e vereadores reagem

Propositor do programa, Enzo Samuel lamentou a falta de sensibilidade da Prefeitura

18/08/2021 11:10h

Compartilhar no

Próximo de uma derrota iminente, a base do prefeito na Câmara Municipal de Teresina decidiu interromper a votação de um veto do prefeito, Dr. Pessoa, na sessão plenária da última terça (17). A gestão municipal barrou um projeto do vereador Enzo Samuel que criaria centros de assistência especializada a órfãos da COVID-19 na capital.

Insatisfeitos, os vereadores sinalizaram uma derrubada do texto e o líder do prefeito tirou de pauta a matéria. 

Propositor do programa, Enzo Samuel lamentou a falta de sensibilidade da Prefeitura em um momento tão difícil socialmente e esclareceu que não irá desistir da matéria, dialogando com a Prefeitura. 


Foto: Arquivo ODIA 

"A criação desse centro de atendimento aos órfãos da COVID será fundamental para a cidade de Teresina. Crianças que perderam os pais, ou os avós que eram tutores poderão ter uma atenção especial para tratar de sequelas. A COVID mexe com tudo, inclusive com o psicológico e o material.  Nessa hora é fundamental que essas crianças sejam amparadas. Vivemos um momento delicado, o país já perdeu mais de 500 mil vidas, um veto desse poderia ficar mal visto", afirmou. 

O líder do prefeito, Renato Berger (PSD), afirmou que a prefeitura tentará reencaminhar a matéria através de um projeto de Lei que pode ser votado nas próximas semanas. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário