• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Por acordo com a base aliada, PP deve indicar novo presidente da CCJ

O deputado João Madison lembra que, como acordado anteriormente entre os líderes dos partidos que compõem a base aliada, o comando da comissão.

09/05/2019 08:20h

O Progressistas (PP) deve permanecer na presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A previsão é de que, em até dez dias, o partido indique um dos integrantes da sua bancada, formada por cinco parlamentares, para ocupar a vaga de Wilson Brandão (PP), ex-presidente da comissão que se licenciou do mandato para assumir uma secretaria do governo estadual.

A ação conta com apoio do MDB, que atualmente ocupa a vice-presidência da CCJ. O deputado João Madison lembra que, como acordado anteriormente entre os líderes dos partidos que compõem a base aliada, o comando da comissão. Apesar do interesse do PT pela vaga, o emedebista afirma que o consenso e a unidade irão prevalecer.


Hélio Isaías é o mais indicado para assumir o cargo. Foto: Elias Fontinelle/ODIA

“Os acordos que fazemos aqui nós cumprimos, para que não haja problemas. Explicamos isso ao líder do governo, deputado Francisco Limma, e, nesse momento, iremos esperar o PP (...) Vamos esperar até a próxima semana, sem haver nenhum problema, com bom senso e cordialidade. Somos todos da base de sustentação do governo”, disse Madison.

Por sua vez, Limma disse que o PT abriu mão da CCJ, no início dessa legislatura, em nome do consenso na base e, apesar da possibilidade de indicar o novo presidente da comissão, defende o entendimento dentro do que está previsto pelo regimento da Alepi e deste entendimento prévio.

“A princípio seria do PP, porém esse foi um acordo que fizemos dentro de um entendimento anterior, só mudamos isso no próximo período, no final do ano que vem (...) Estamos trabalhando para até a próxima semana termos isso definido, na base do entendimento e respeitando o entendimento”, declarou o líder do governo no legislativo estadual.

Nos bastidores, especula-se que o progressista mais cotado para assumir a presidência da CCJ é o deputado Hélio Isaías. Themístocles Filho (MDB), presidente da Alepi, reforça que este processo é feito a partir do entendimento entre os partidos e o regimento da Casa, mas não acredita em maiores impasses. “Acho que não vai dar problema não”, avalia.

Edição: Viviane Menegazzo
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário