Pastor rebate Silas Malafaia e defende Marina Silva: 'serva de Deus'

Sem citar nomes, Hadman afirmou que "tem muita gente" no meio evangélico falando "muita coisa e questionando o caráter da irmã Marina Silva".

06/09/2018 15:46h - Atualizado em 06/09/2018 16:01h

Compartilhar no

O pastor Hadman Daniel, da Assembleia de Deus do Novo Dia, defendeu a candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva, descrita por ele como "mulher de oração, crente, serva de Deus e temente ao Senhor". A presidenciável da Rede frequenta a instituição, em Brasília, presidida pelo líder religioso.

Sem citar nomes, Hadman afirmou que "tem muita gente" no meio evangélico falando "muita coisa e questionando o caráter da irmã Marina Silva".

Até agora, o principal ataque que a candidata sofreu de seus pares nesta eleição veio do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.


Em vídeo divulgado no fim de junho, ele pregou que cristãos não votem nela e se disse arrependido de tê-la apoiado em 2014 - agora, está alinhado com Jair Bolsonaro (PSL).

"Pastor da irmã Marina Silva sou eu", disse Hadman repetidas vezes durante um culto. "Você pode não concordar com o plano de governo dela. Isso é com você. Mas não diga que ela não é mulher de Deus, porque eu caminho com ela."

A intenção da fala era "fazer uma colocação para pastores grandes, de igrejas muito maiores do que esta que eu pastoreio, pastores que têm alcance nacional, que têm acesso a televisão e a rádio".

Num recado aparentemente dirigido a Malafaia, ele afirmou: "Queridão, você não conhece a irmã Marina Silva. Eu conheço e você não. Então não fale dela. Não fale do que você não sabe".

No ataque de junho, Malafaia reclamou da proposta de Marina de considerar plebiscitos sobre aborto e descriminalização das drogas.

O vídeo do pastor Hadman começou a circular em redes sociais nos últimos dias e teria sigo gravado em agosto. A reportagem procurou o pastor e a igreja, mas não conseguiu contato.

No discurso, o líder da igreja de Marina disse ainda que não estava pedindo votos para ela. "Você vota em quem quiser. É uma questão de consciência sua. Se você não concorda com o plano de governo dela, ache outra desculpa, mas não a acuse de não ser mulher de Deus."

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Folhapress
Por: Joelmir Tavares

Deixe seu comentário