• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

"Não caí no partido de paraquedas”, diz Enzo ao ser excluído do PCdoB

Vivendo um impasse e isolamento dentro da agremiação, o parlamentar ainda segue defendendo que o partido siga alinhado à gestão do prefeito Firmino Filho (PSDB).

06/02/2020 11:37h

Excluído da pré-lista de candidatos do PCdoB na disputa à Câmara Municipal de Teresina (CMT), o vereador Enzo Samuel questiona os motivos que levaram a direção da sigla tomar essa decisão, que para ele é precipitada. "Entendo que não estou fazendo nada de errado para estar fora de uma lista", disse.

Vivendo um impasse e isolamento dentro da agremiação, o parlamentar ainda segue defendendo que o partido siga alinhado à gestão do prefeito Firmino Filho (PSDB), enquanto dirigentes da sigla admitem a possibilidade de compor com a oposição, inclusive com uma eventual indicação de vice na chapa encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

“Existe uma divergência, uma parte do partido que quer marchar com o Governo do Estado e eu tenho minha posição, de marchar com o prefeito, e é uma decisão pessoal minha, posso defender isso dentro das instâncias partidárias”, disse o vereador, que ainda pondera sobre disputar a reeleição por outra legenda.

Apesar de defender e acreditar que sua avaliação sobre manutenção de aliança com o tucano ainda pode ser considerada nas instâncias partidárias, Enzo critica seu desprestígio quanto às tratativas para as eleições municipais deste ano. "Não caí no partido de paraquedas (...) todo militante tem sua história e merece seu respeito", enfatizou.

Mesmo Enzo não admitindo a hipótese de deixar o PCdoB, informações de bastidores dão este cenário como certo. Por conta disso, o vereador vem recebendo sondagens de outros partidos, como o Solidariedade (SD).


Edição: João Magalhães
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário