• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Municípios têm R$ 4 bilhões em projetos parados em Brasília

Os projetos foram protocolados nos ministérios do ano de 2014 para cá, e se referem a convênios, contratos ou parcerias. A informação é da Superintendência de Representação do Piauí (Surpi).

09/08/2019 06:55h

Os municípios piauienses têm hoje aproximadamente R$ 4 bilhões em projetos de investimentos em tramitação em ministérios e órgãos da administração pública federal. A informação é da Superintendência de Representação do Piauí (Surpi) em Brasília, que está fazendo o levantamento de todos os projetos e propostas que envolvam investimentos no Estado, por meio de obras, implantação de serviços e outros benefícios. 

Os projetos foram protocolados nos ministérios e órgãos de 2014 para cá, e se referem a convênios, contratos ou parcerias das prefeituras com esses organismos. Segundo a Surpi, esses projetos estão em grande parte parados ou inativos, e os prefeitos precisam correr para que os municípios não percam os recursos. O superintendente de Representação do Piauí em Brasília, Mainha (PP), informou que o levantamento foi solicitado pelo governador Wellington Dias (PT). 

Segundo ele, o governador quer os dados em mãos para ver de que forma pode ajudar os municípios. “O governador determinou que a equipe técnica da Surpi fizesse esse levantamento, e acabamos descobrindo projetos que envolvem recursos acima do que poderíamos imaginar. Agora, vamos finalizar o trabalho e discutir com o governador e os municípios de que modo podemos atuar em Brasília para destravar esses recursos”, disse Mainha. O levantamento deve está concluído nos próximos dez ou quinze dias. 


De acordo com Mainha, os projetos estão em grande parte parados ou inativos - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Os projetos envolvem convênios para implantação de serviços de água e saneamento básico nos municípios, construção de calçamento, de estádios e campos de futebol, iluminação de áreas de lazer, construção e melhoria de moradias, dentre outros. “São milhares de convênios que envolvem, às vezes, pequenos serviços, mas muito importantes para os municípios”, observa o ex-superintendente do Piauí em Brasília, Roberto John. 

Hoje responsável por convênios e relação com os municípios do Escritório do Piauí, Roberto John coordena o levantamento dos projetos. Segundo ele, há muitos projetos que já foram realizados e outra parte parcialmente executada. “Vamos concluir o levantamento e separar o que já foi executado, o que está parado e que ainda dá para aproveitar. Talvez, desses cerca de R$ 4 bilhões, no final tenhamos em torno de R$ 2,5 bilhões ainda possíveis de serem liberados. O que é muito dinheiro!”, observa ele.

Fonte: Jornal O Dia

Deixe seu comentário