• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

MP-PI forma lista tríplice para escolha do novo procurador-geral de Justiça

Carmelina de Moura, Hugo Cardoso e Paulo Rubens Rebouças integram lista. Governador Wellington Dias (PT) terá dez dias para escolher um dos três nomes.

13/06/2019 15:48h

Os procuradores e promotores de Justiça do Ministério Público do Estado do Piauí definiram, nesta quinta-feira (13), os três membros da instituição que integrarão a lista tríplice a ser enviada ao chefe do Executivo estadual para escolha do novo procurador-geral de Justiça, que comandará o Parquet durante o biênio 2019-2021.

O mandado do PGJ iniciará em julho deste ano e encerrará em julho de 2021.

Entre os quatro candidatos inscritos, os mais votados foram: Carmelina Maria Mendes de Moura (102 votos), Hugo de Sousa Cardoso (100 votos) e Paulo Rubens Parente Rebouças (92 votos).

A lista tríplice segue para o governador Wellington Dias (PT), que terá um prazo de 10 dias para exercer seu direito de escolha e nomear o novo PGJ. Caso transcorra esse prazo sem que o governador se manifeste, a candidata mais votada pela classe ministerial ocupará o cargo de chefia do MP-PI.

Confira abaixo a quantidade de votos que cada candidato obteve:

1ª colocada: Carmelina Moura – 102 votos

2º colocado: Hugo de Sousa Cardoso – 100 votos

3º colocado: Paulo Rubens – 92 votos

4º colocado: Flávio Teixeira – 63 votos

Paulo Rubens, Carmelina Moura e Hugo Cardoso (Foto: Ascom MP-PI)

Dos 162 membros aptos a votar, compareceram 151. Cada um dos eleitores podia indicar até três candidatos diferentes, nos termos da Lei Orgânica do MP-PI.

Por meio de nota, o MP-PI informou que os trabalhos transcorreram de forma tranquila, sem incidentes. A votação iniciou às 9 horas e encerrou às 15 horas desta quinta-feira. 

Composta pelos procuradores de Justiça Antônio de Pádua Ferreira Linhares, Alípio de Santana Ribeiro e Teresinha de Jesus Marques, e ainda pelos servidores João Neto e Raquel Policarpo, a comissão eleitoral extraiu o relatório da urna eletrônica e anunciou o resultado logo depois do término da votação.

Mandato de 2 anos

O mandato de Procurador-Geral de Justiça tem a duração de dois anos, sendo permitida uma recondução por igual período. Atualmente, o cargo é ocupado por Cleandro Moura, que assumiu em julho de 2015 e foi reconduzido ao cargo em 2017, com observação do mesmo procedimento de escolha. A Procuradoria-Geral de Justiça é o órgão de direção do Ministério Público, representando-o judicial e extrajudicialmente, e ainda exercendo a gestão administrativa da instituição.

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário