• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Mesmo com avanços, WD ainda quer estados e municípios na reforma

O relator do projeto deixou para o plenário da Câmara a decisão de inserir estados e municípios no texto final da reforma da Previdência.

03/07/2019 06:39h

Apesar de estados e municípios terem ficado de fora, o governador Wellington Dias avaliou positivamente o texto final da reforma da Previdência, que deve ser apresentado na comissão especial da Câmara dos deputados. O chefe do executivo piauiense participou de uma série de reuniões nessa terça-feira (02) em Brasília, na tentativa de garantir a permanência dos demais entes federados na reforma em tramitação. 

“Abrimos o entendimento. O primeiro passo foi retirar toda uma carga colocada sobre os mais pobres, como os rurais, o BPC. Isso foi melhorado no texto. A parte da capitalização, outro ponto de divergência, também foi acatado pelo relator", avaliou Dias. 

Wellington, ao lado de outros governadores, defendendo a inclusão de estados no texto - Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

O governador do Piauí também destacou que pontos como a desconstitucionalização e o tratamento diferenciado para algumas categorias também podem ser considerados avanços importantes no texto final da reforma. 

“Não aceitamos a desconstitucionalização como estava no texto que chegou ao parlamento. Estamos trabalhando ainda um regramento mais humanizado, que coloque um tratamento especial para mulheres, para professores e policiais”, afirmou.

Mesmo com o esforço concentrado de governadores e líderes partidários, a decisão sobre a presença de estados e municípios na reforma da Previdência deve ficar para o Plenário da Câmara. Wellington Dias afirmou que espera que o entendimento a respeito desse ponto aconteça através dos líderes partidários. “Queremos agora aguardar a decisão dos líderes, eles vão ter que tomar uma decisão. Eles aceitam ou não manter os estados e municípios na reforma?", questionou.

Por: Natanael Souza - Jornal O Dia

Deixe seu comentário