Merlong cobra esforço do PT para receber candidatos a deputado em 2022

Dentro do PT existem correntes distintas que defendem estratégias diferentes, petistas históricos rejeitam a chegada de políticos

08/11/2021 10:28h

Compartilhar no

O deputado federal Merlong Solano (PT) cobrou  uma postura mais “receptiva” do Partido dos Trabalhadores nas discussões para a formação da chapa proporcional que disputará vagas na Assembleia Legislativa do Piauí e na Câmara Federal em 2022. Dentro do PT existem correntes distintas que defendem estratégias diferentes, petistas históricos rejeitam a chegada de políticos que não teriam identificação com os ideais da sigla como Firmino Paulo (Progressistas), Wilson Martins (PSB), Nerinho (PTB) e Janainna Marques (PTB). Já outra ala petista defende que  a chegada dos deputados aliados poderia dar uma base maior de sustentação para um possível governo de Rafael Fonteles no futuro.

O deputado federal evitou avaliar os nomes específicos, porém destacou que o partido precisará discutir a chegada de aliados. Tudo será decidido no diretório petista de acordo com Merlong.

“Como o PT é um partido que está no governo e tem amplas perspectivas de continuar no governo do estado, assim temos a responsabilidade de discutir a melhor estratégia possível considerando os interesses dos aliados. Obviamente há uma discussão interna dentro do PT para ver até onde é possível o partido abrir para receber novas lideranças. Temos que fazer um esforço no sentido de receber algumas lideranças. Como pessoa interessada no assunto, mas como uma liderança, tanto do partido, como do nosso governo, não quero de imediato dar declarações sobre os nomes”, concluiu o parlamentar federal. 

FOTO: Tarcio Cruz/ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário