Margarete Coêlho é cotada para presidência da CCJ na Câmara Federal

Um entrave para a indicação é o fato dela pertencer ao mesmo partido do presidente da Casa

05/02/2021 10:38h

Compartilhar no

A deputada federal piauiense Margarete Coelho (Progressistas) está entre os nomes citados nos bastidores da Câmara Federal, que podem assumir a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Casa. Atualmente, a deputada Bia Kicis, do PSL, está em plena campanha para o cargo, mas enfrenta resistência por sempre ter feito parte da ala radical de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, além de ser investigada pelo Supremo Tribunal Federal no âmbito do inquérito que investiga supostas ameaças à Corte.

A parlamentar é elogiada pela capacidade de diálogo. Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

De acordo com reportagem do site UOL, Margarete Coelho é bem vista pelo seu conhecimento jurídico, sua trajetória em defesa de pautas progressistas como a defesa dos direitos das mulheres, além da capacidade de diálogo com lideres partidários da esquerda e da direita. O único entrave, segundo o site, é o fato dela ser do mesmo partido do presidente Arthur Lira. Isso porque caso ela fosse indicada para o cargo, o Progressistas ficaria com muito poder em detrimento de demais siglas.

A escolha para presidência das comissões deve ocorrer o mais breve possível, tendo em vista que o novo presidente demonstra pressa em discutir pautas importantes. Arthur Lira tem informado que nos últimos meses muitos projetos relevantes deixaram de entrar em pauta, por causa da oposição de Rodrigo Maia (DEM/RJ), ex-presidente da Câmara, em relação ao governo de Jair Bolsonaro.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário