Marcelo defende projeto que reduz desigualdade econômica entre ricos e pobres no Brasil

O senador criticou o fato de que os lucros e dividendos estarem isentos de impostos no Brasil

29/10/2021 12:05h

Compartilhar no

O senador Marcelo Castro (MDB-PI) defendeu, em pronunciamento na última quinta (28), a aprovação pelo Senado do projeto que altera regras do Imposto de Renda, já aprovado pela Câmara dos Deputados. Para ele, a proposta é um avanço no caminho da justiça tributária, apesar de ser necessário fazer muito mais para trazer o mínimo de equidade nessa área.

O parlamentar lembrou que nos Estados Unidos, 60% de todos os impostos arrecadados têm como origem a renda e o patrimônio, e apenas 40% vêm do consumo. Já no Brasil, acontece exatamente o contrário.

“A grande fonte geradora de receita do nosso país é o consumo: 75% da arrecadação dos impostos do Brasil vem do consumo, e só 25% vêm do patrimônio e da renda, afirmou”

Para o senador o consumo é feito por todos – pobres, classe média e ricos -, “é evidente que os pobres e a classe média terminam contribuindo muito mais do que os ricos, porque são os ricos que têm muito patrimônio e muita renda”.

Marcelo Castro criticou o fato de que os lucros e dividendos estarem isentos de impostos no Brasil, “o que não ocorre praticamente em lugar nenhum do mundo”.  Por isso elogiou o projeto apresentado pelo governo, por pelo menos cobrar 15% de imposto de renda sobre lucros e dividendo, embora seja a metade do que os países da OCDE cobram, em média.

FOTO: Waldemir Barreto/Agência Senado

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Agência Senado

Deixe seu comentário