Luís André diz que "œUnião Brasil" será o maior partido de direita desde Fernando Henrique

A sigla deve apresentar uma terceira via para presidente, três nomes são aventados hoje, Luiz Henrique Mandetta, Rodrigo Pacheco e Datena

15/10/2021 08:58h

Compartilhar no

A disputa pelo  comando do “União Brasil”, sigla criada da  fusão de Democratas e PSL, segue quente nos bastidores políticos. Ciro Nogueira e Heráclito Fortes disputam, no Piauí, o controle do partido que será a maior sigla do Brasil. Ciro apoia lideranças ligadas ao PSL enquanto Heráclito apoia nomes ligados ao Democratas. Alinhado com a direita nacional, o novo partido pode ser decisivo na eleição de 2022 e deve apresentar uma terceira via para presidente, três nomes são aventados hoje, Luiz Henrique Mandetta, Rodrigo Pacheco e Datena. No Piauí a legenda deve se alinhar a oposição apoiando a candidatura de Silvio Mendes ou Iracema Portela.

Presidente do PSL, o vereador Luís André comentou a criação do novo partido e afirmou que o União Brasil será a maior sigla da direita nacional desde Fernando Henrique Cardoso na década de 90.

“Participamos da convenção nacional e acredito que em dois meses a criação do partido será oficializada. O partido vem com uma força muito grande, com 82 deputados, é a maior força da direita desde o Fernando Henrique Cardoso. Tem muitos estados em que o comando não está definido, Piauí, Maranhão, Ceará e Pernambuco por exemplo. Nosso comportamento será de ajudar, seja comandando ou não. Vamos esperar as orientações e as definições, o pensamento maior é marchar com a oposição capitaneada pelo ministro Ciro Nogueira que terá ou Silvio ou Iracema no comando. As composições nos estados serão feitas, vai ter muita conversa, muito diálogo”, finalizou o parlamentar. 

Foto: Tarcio Cruz/ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário