Lourdes Melo não descarta candidatura à Prefeitura de Teresina mais uma vez

Nas eleições de 2008 e 2016 a professora obteve menos de 1% dos votos válidos do eleitorado teresinense

14/07/2020 11:16h

Compartilhar no

À frente da comissão provisória do Partido da Causa Operária (PCO) em Teresina e apontada como uma possível candidata ao Palácio da Cidade, a professora Lourdes Melo garante, em entrevista ao DIA, que a agremiação ainda não definiu sua estratégia para as eleições municipais de 2020 na capital do estado, embora reconheça fundamental a participação no pleito.

Ela entende que o evento é uma oportunidade para divulgar as bandeiras da agremiação, tanto no âmbito local como nacional. “As eleições é o espaço onde toda população está voltada para as discussões políticas mas, neste momento, o PCO ainda não decidiu sobre a eleição municipal, nosso foco no momento é tratar da luta para derrubar o governo Bolsonaro”, avaliou.

Lourdes Melo diz

A previsão é que a legenda prorrogue as discussões sobre uma eventual candidatura própria até o prazo máximo estipulado pelo cronograma eleitoral, que é o período das convenções partidárias. "Somente nesse momento é que vamos definir um nome para contrapor todos os demais que serão apresentados", pontuou a professora.


LEIA TAMBÉM: “Eleição é um jogo de cartas marcadas", diz candidata do PCO, Lourdes Melo 

Principal liderança do PCO no Piauí, Lourdes Melo não descarta ser, mais uma vez, a representante do partido no pleito que se aproxima. “É possível que seja eu a candidata majoritária, mas é como já disse, nosso foco é derrubar o governo Bolsonaro, pois ele é o mal do país atacando as riquezas, a democracia, direitos e não podemos ficar alheio a isso”, ressaltou.

Caso confirme seu registro, essa será a terceira vez que Lourdes Melo disputará a Prefeitura de Teresina. Em 2008 ela estreou na disputa, atingindo 0,26% dos votos válidos naquela ocasião, alcançando somente 0,18% na disputa para o Palácio da Cidade de 2016.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário