Lobão faz duras críticas a Dr. Pessoa e caminha para rompimento com a Prefeitura

Coincidentemente, o vereador é o único mdbista sem espaço no primeiro escalão da prefeitura.

24/08/2021 11:50h - Atualizado em 24/08/2021 11:58h

Compartilhar no

A paciência acabou e o vereador Luiz Lobão (MDB) fez graves críticas à gestão de Dr. Pessoa em Teresina. Mesmo sendo do mesmo partido do prefeito, o parlamentar lamentou o que chamou de "falta de atitude" da administração do Palácio da Cidade e criticou erros crônicos na Saúde e do Transporte Público da capital. Lobão foi um aliado histórico das gestões de Firmino Filho e nos bastidores foi criticado por não se engajar como os outros na campanha de Pessoa, coincidentemente o vereador é o único mdbista sem espaço no primeiro escalão da prefeitura. 


Vereador Luiz Lobão (Foto: Arquivo/Elias Fontenele/ODIA)

Segundo Lobão, a insatisfação geral da população foi o principal fator para gerar a mudança de posicionamento repentino. O vereador apontou a indignação popular como um dos motivos para a destruição nas paradas de ônibus da capital. 

"O que estamos acompanhando é uma insatisfação geral da população. O Dr. Pessoa prometeu que em 100 dias resolveria o problema do transporte público e criou uma expectativa na população, mas não ocorreu. Estamos com o dobro e o caos está colocado na cidade. Os atos de vandalismo surgem pela indignação da população com a Prefeitura. Tem que se tomar uma atitude entre empresários, o executivo e o legislativo. Todos sabemos que a decisão parte do executivo, isso é uma obrigação, o prefeito precisa tomar uma decisão o prazo já acabou", afirmou o vereador

O parlamentar também demonstrou apreensão com a demora da gestão para solucionar problemas graves de Teresina e fez duras cobranças ao presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque

"Sou do MDB, ajudei na campanha, fiz vídeo pedindo voto pra ele, fiz caminhadas, discursos, passeatas. Mas digo a você, estou apreensivo pela lentidão do transporte público, na vacinação nos somos a lanterna, a última capital do Brasil. Isso é uma questão de gestão, Dr. Gilberto, pegue o caminho do aeroporto, vá até Brasília e resolva a questão. Se ele não tem força, bata na porta do prefeito, o prefeito é médico, temos um senador médico. Me desculpe mas não posso fugir da minha responsabilidade de vereador. Não é o fato de estar desconfortável ou confortável junto a gestão, é o fato de estar vendo a insatisfação da população", concluiu o vereador. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário