Joaquim Barbosa aposta na eleição de Marina Silva

A pessoas próximas, ex-presidente do STF tem dito que alternância do poder faria bem à democracia.

19/09/2014 15:51h - Atualizado em 19/09/2014 16:23h

Compartilhar no

É pouquíssimo provável Joaquim Barbosa declarar seu candidato a presidente preferido – pelo menos no primeiro turno. Mas, como todo mundo, ele tem seus palpites.

A pessoas próximas, Barbosa vem dizendo acreditar que Marina Silva (PSB) vencerá a eleição e que a saída do PT faria bem à democracia brasileira, pois permitiria a alternância do poder.

A propósito, os postulantes ao Palácio do Planalto sequer devem sonhar com o voto do ex-presidente do STF: Barbosa provavelmente estará em viagem ao exterior no dia 5 de outubro.

No início da campanha eleitoral, antes da morte do ex-governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), rumores davam conta de que o ex-presidente do STF declararia voto no senador Aécio Neves (PSDB). Essa hipótese, contudo, nunca foi admitida por Joaquim Barbosa, tampouco por pessoas próximas do ministro.

Em junho de 2013, durante as manifestações contra a corrupção que eclodiram em praticamente todos os Estados brasileiros, Joaquim Barbosa chegou a liderar uma pesquisa de intenções de voto realizadas pelo instituto Datafolha entre os manifestantes. O então presidente do STF foi citado por 30% dos entrevistados. A ex-senadora Marina Silva, que à época reunia assinaturas para montar a Rede Sustentabilidade, ficou em segundo lugar, com 22% das intenções, e a presidenta Dilma Rousseff (PT) foi citada por 10% dos entrevistados nos protestos.

O mesmo levantamento apontou Aécio Neves (PSDB) com 5% das intenções de voto, e Eduardo Campos com 1%.

Com informações de Lauro Jardim / Veja Online

Compartilhar no
Fonte: Da Redação

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário