João Henrique quer aliança do MDB com o PT somente no segundo turno

Atualmente o MDB quer a vaga de vice na chapa que deve ser encabeçada por Rafael Fonteles

17/08/2021 09:11h

Compartilhar no

O Secretário de planejamento de Teresina, João Henrique Souza, criticou a proposta de aliança do MDB com o Partido dos Trabalhadores já no primeiro turno da eleição estadual em 2022. Atualmente o MDB pleiteia a vaga de vice na chapa que deve ser encabeçada por Rafael Fonteles, o nome do partido para a vice seria o do presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho.

Para o ex-ministro a melhor estratégia para o partido seria a de não coligar com o PT inicialmente. João Henrique lembrou ainda o histórico de gestões do MDB no palácio de Karnak e valorizou o legado deixado pelo ex-governador Alberto Silva.

“O MDB ter candidato próprio sempre foi uma defesa minha ao longo do tempo, o partido tem muitos nomes, tanto o do senador Marcelo Castro quando o deputado Themístocles tem condição de governar o estado. O MDB quando governa o estado sempre governa muito bem, as obras estruturantes foram plantadas em governos do MDB a partir do Alberto Silva. Sem desmerecer a aliança com o governador Wellington Dias, eleição de dois turnos é para se coligar no segundo turno, todos os partidos deveriam ter candidato no primeiro turno” concluiu o secretário. 

FOTO: Assis Fernandes/ODIA

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário