• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Graça Amorim nega dissidências na base aliada do Palácio da Cidade

Líder do prefeito na Câmara diz que oposição vem plantando informações inverídicas, pensando na eleição municipal de 2020.

05/08/2019 06:52h

A vereadora Graça Amorim (PMB), líder do prefeito na Câmara Municipal de Teresina, rechaçou a possibilidade de dissidências ocorrerem na base aliada de Firmino Filho. De acordo com ela, a oposição vem plantando informações inverídicas sobre um futuro encolhimento da base na tentativa de desestabilizar o bloco de apoio ao Palácio da Cidade no legislativo municipal. 

“Não tenho essa perspectiva. Na verdade, eu visualizo é o aumento da base. Não vejo como a base encolher, considerando, sobretudo, o trabalho que o prefeito Firmino Filho vem fazendo aqui na capital”, disse Graça Amorim. 


A vereadora Graça Amorim afirma que visualiza é um aumento da base do prefeito Firmino Filho - Foto: Jailson Soares/O Dia

As declarações da líder do prefeito vão de encontro ao que disse recentemente  o presidente da Câmara Municipal Jeová Alencar, que avalia que Firmino Filho não vai conseguir acomodar todos os parlamentares que atualmente fazem parte da base aliada. Segundo ele, durante o processo eleitoral do próximo ano, na formação das chapas, muitos vereadores podem migrar para partidos de oposição, por uma questão de sobrevivência política. 

Atualmente, dos 29 vereadores que compõe a Câmara Municipal, 22 fazem parte da base aliada da Prefeitura de Teresina. Na avaliação da líder do prefeito, ao invés de diminuir, existe a possibilidade de um crescimento no número de parlamentares alinhados com a gestão de Firmino. 

“Temos vereadores de oposição que estão aprovando propostas de interesse de Teresina, que foram enviadas pela Prefeitura”, pontuou Graça Amorim, que preferiu não citar nomes, quando questionada sobre os vereadores de oposição que poderiam compor a base de apoio de Firmino e trabalhar pela eleição do candidato indicado por ele em 2020. 

Por: Natanael Souza - Jornal O Dia

Deixe seu comentário