• Enem
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Governo define critérios para ocupação de cargos no segundo escalão

Aliados estão atentos quanto as possíveis nomeações de adversários de Wellington Dias.

11/05/2019 10:06h

O governador Wellington Dias (PT) esteve reunido nessa sexta-feira (10) com os parlamentares que fazem parte da base aliada. Durante o encontro, foram apresentadas as metas estabelecidas para a nova gestão e definidos os critérios que vão ser adotados para distribuição de cargos no segundo escalão do governo. 

Além do número de votos, o governo também vai levar em conta a fidelidade das lideranças ligadas aos parlamentares no município. O objetivo é evitar que pessoas que não apoiaram a reeleição de Wellington Dias assumam cargos na administração estadual. 

Para aplicar o critério, deve ser realizada uma espécie de cruzamento de dados entre as votações dos deputados e do governador em cada município. Caso haja incongruências, a indicação pode ser vetada. 

“A reunião foi produtiva dentro da linha que o governador estabeleceu desde o início. Primeiro se preocupar com o programa de governo, segundo a capacidade técnica das pessoas para exercer a função, e terceiro o alinhamento político. Precisamos trabalhar com quem acredita no projeto que foi eleito nas urnas”, destacou o secretario de Governo, Osmar Júnior. 

Ainda de acordo com o secretariado, o novo critério pode ser considerado justo, uma vez que beneficia as lideranças que participaram ativamente do processo de reeleição do governador. “A representação política se dá pelo apoio que os políticos recebem da população, então esse é um critério que está sendo utilizado”, disse. 


O governador se reuniu ontem (10) com vários aliados políticos e os novos gestores para apresentar metas - Foto: Poliana Oliveira/O Dia

Entre os cargos do segundo escalão, estão gerências regionais de educação e saúde, as diretorias regionais do Detran, e os escritórios do Emater. 

"Não penso em agradar", diz Wellington sobre insatisfações na base aliada

Ao comentar as insatisfações demonstradas por membros da base após a composição do secretariado, o governador Wellington Dias disse que a nova equipe foi formatada para possibilitar bons resultados, apesar de não suprir as expectativas de alguns aliados.

"Eu não penso em agradar a partir de composição de governo. Eu acho que a missão, o real objetivo de quem assume um mandato é de fazer acontecer melhorias para a população. Como eu estou na quarta composição, a rigor, cria-se, é claro, toda uma expectativa", disse. 

O governador também afirmou que apenas mais um parlamentar deve ser convocado para compor o secretariado estadual. Sem citar nomes, ele disse que a aguarda uma resposta do deputado para que haja uma definição.

"Na verdade, a gente tem ainda uma situação em particular. Estou apenas aguardando a posição do parlamentar", disse.

A expectativa é que Fábio Novo (PT) retorne para a Secretaria de Cultura, possibilitando a permanência da suplente Belê Medeiros na Assembleia, uma vez que Júlio Arcoverde também deve retornar ao parlamento.

Por: Natanael Souza - Jornal O Dia

Deixe seu comentário