• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Paixão revela que só há um motivo para o PT desistir de candidatura

Reunião na próxima segunda-feira (04/11) vai definir o candidato do partido para disputar a prefeitura de Teresina

31/10/2019 17:05h - Atualizado em 01/11/2019 09:37h

Apenas um motivo faria o Partido dos Trabalhadores abandonar a candidatura própria na disputa pela prefeitura deTeresina em 2019. Para o presidente do diretório municipal do partido, Gilberto Paixão, somente uma debandada da militância com relação ao candidato escolhido levaria o PT a desistir e apoiar um nome aliado.

“No momento nada faria o partido desistir. A não ser que houvesse uma debandada do próprio partido, da própria militância petista, de não querer apoiar o nome escolhido. Mas o que a gente ver é que há uma unanimidade para que tenhamos uma candidatura própria”, afirmou.

Três nomes da sigla buscam viabilizar candidatura: os deputados estaduais Fábio Novo, Franzé Silva e o líder o comunitário Junior MP3. A reunião que definiria o candidato, na última quarta-feira (30/10), foi remarcada para a próxima segunda-feira (04/11). O motivo é que os três pretensos candidatos buscam consenso na escolha.

Presidente municipal do PT diz que o partido não abre mão de candidatura própria em Teresina (Foto: Otávio Neto /  O DIA)

Além dos pedidos dos três petistas que disputam a vaga, o presidente Gilberto Paixão declarou que a ausência do governador Wellington Dias também foi motivo para o cancelamento da reunião. A diretoria municipal quer apresentar o nome escolhido para Dias antes que seja anunciado para a militância.

Gilberto Paixão discorda da vice-governadora Regina Sousa que afirmou que o PT só deve pensar em candidatura no próximo ano. “É um ponto de vista dela, que é diferente do nosso do diretório municipal. Não vejo nenhum problema apresentarmos um nome e começarmos a trabalhar por ele”, disse. “O momento é propício porque a prefeitura está com dificuldade de lançar um nome e pelas pesquisas mostrarem o PT na disputa”, finalizou.  

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário