• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Georgiano prega que oposição converse sobre disputa à prefeitura

Deputado acredita que os partidos da oposição possam escolher juntos a melhor estratégia para o pleito

14/01/2020 18:18h - Atualizado em 15/01/2020 09:24h

A oposição deve se reunir e avaliar a melhor estratégia para a disputa da prefeitura de Teresina. Isso é o que defende o pré-candidato a prefeito de Teresina e deputado estadual Georgiano Neto (PSD). Ele acredita que nesse momento de pré-campanha é difícil que alguém queira abrir mão da candidatura, mas que com a proximidade das convenções seja possível abrir um diálogo com todos os membros da oposição.  

“Estamos num período de pré-campanha. Cada partido tem seus nomes como pré-candidatos, cada um está buscando se viabilizar. Temos tido um diálogo buscando entendimento de que mais na frente, próximo às convenções, a gente possa sentar e avaliar qual a melhor estratégia para vencermos as eleições: se é se unindo em primeiro turno ou, então, se juntando no segundo turno”, afirmou.

Georgiano Neto nega que tinha retirado sua pré-candidatura em prol de Silvio Mendes. O deputado enaltece o ex-prefeito e explica que caso ele aceite a filiação no PSD, o partido deve observar o melhor nome.

“Não considero como ameaça. Primeiro, o ex-governador Hugo Napoleão é filiado ao PSD e tem nos orientado muito nesse fortalecimento do partido. Dr. Silvio Mendes é um grande líder político com relevantes serviços prestados a Teresina e ao Piauí. O PSD fez o convite para ele se filiar, ele se filiando o PSD sentará para avaliar qual o melhor nome que pode disputar para ganhar as eleições em Teresina”, declarou.

O deputado diz que o PSD teve participação importante  nas eleições de 2012 e 2016. Para este ano, a sigla quer eleger cinco vereador para Câmara Municipal de Teresina e sustentar a pré-candidatura à prefeitura. Para o interior do estado, a meta é lançar candidatura própria em 120 municípios.

Deputado Georgiano Neto em entrevista a O Dia Tv (Foto: Otávio Neto / O DIA)

Eleição na Alepi

A eleição para vice-presidente da mesa diretora da Assembleia Legislativa do Piauí, vaga aberta após a morte do deputado Fernando Monteiro, e que deve acontecer no retorno do recesso da casa no mês de fevereiro,  é vista por Georgiano como uma oportunidade para o parlamento se unir e buscar um nome de consenso.

“Existe dentro da casa um diálogo dos deputados para buscar um cenário que a casa possa ganhar. Toda disputa não é fácil. Conversei com vários parlamentares e acredito que até a eleição a casa terá um entendimento que fortalecerá e unirá cada vez mais os parlamentares”, finalizou. 

Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário