• show Legião Urbana
  • casa gourmet 2018
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Florentino sobre saída de Cuba do Mais Médicos: 'Piauí já é prejudicado'

De acordo com o Governo do Piauí, com a saída dos médicos cubanos, nove municípios ficarão, ao menos temporariamente, sem atendimento na atenção básica.

23/11/2018 10:46h

O secretário de Saúde do estado, Florentino Neto, afirmou que o Piauí já está sendo prejudicado com o desligamento dos médicos cubanos do programa "Mais Médicos". 

De acordo com o gestor, mesmo que todas as vagas abertas voltem a ser preenchidas por brasileiros ao longo dos próximos meses, o prejuízo já terá sido causado, já que durante o processo de seleção mais de cem municípios piauienses ficarão desassistidos.

Florentino Neto disse que Piauí já está sendo prejudicado com saída de médicos cubanos (Foto: Elias Fontinele / O DIA)

"É muito cedo para dizer se nós vamos ou não perder vagas no Mais Médicos. Mas neste momento nós estamos sendo prejudicados porque nós temos 101 municípios que perderam médicos, e que vão aguardar agora pela nova seleção. O interessante era que a nova seleção tivesse sido feita antes do desligamento dos cubanos", avalia o secretário.

Nesta sexta-feira (23), 31 profissionais que atuavam em 26 municípios piauienses já embarcaram de volta para Cuba. 

Florentino Neto também foi entrevistado no programa O DIA News 1ª edição desta sexta-feira (Foto: Elias Fontinele / O DIA)

A estimativa do Governo do Estado é que todos os 202 médicos cubanos que atuavam no Piauí deixem o país até o dia 3 de dezembro.

Nesta primeira leva, deixam o país os profissionais que atuavam nos municípios de São José do Divino, Alagoinha, Eliseu Martins, Joca Marques, Esperantina, Milton Brandão, Caraúbas do Piauí, Barras, Santa Rosa do Piauí, Avelino Lopes, Anísio de Abreu, São Raimundo Nonato, Corrente, São João do Piauí, Massapé do Piauí, Luzilândia, Campo Maior, Monte Alegre do Piauí, Ribeiro Gonçalves, Jaicós, Redenção do Gurgueia, Matias Olímpio, Pio IX, Betânia do Piauí, Bertolínia e Francinópolis.

De acordo com o Governo do Piauí, com a saída dos médicos cubanos, nove municípios ficarão, ao menos temporariamente, sem atendimento na atenção básica, já que as unidades de saúde contavam apenas com os profissionais estrangeiros. São eles: Antônio Almeida, Barreiras do Piauí, Guaribas, João Costa, Morro Cabeça no Tempo, Pavussu, São Gonçalo do Gurgueia , São Luís do Piauí e Tamboril.

Na última segunda-feira (19), o Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) divulgou uma nota por meio da qual assegura à população piauiense que há uma quantidade de médicos brasileiros suficiente para atender todos os municípios do país que eram assistidos por médicos cubanos.

Na mesma nota, porém, o CRM-PI afirma que, para que esse atendimento se efetive, "é necessário que os governos federal, estaduais e municipais ofereçam boas condições de trabalho e salários dignos para que os profissionais possam atuar, sem necessitar a todo momento encaminhar seus pacientes para os grandes centros".

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado