• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Flávio: 'Só eu tenho que ir para o Podemos? Elmano não pode vir para o PDT?'

Deputado federal diz que está de "corpo, alma e espírito" no PDT, e lembra que já viveu momentos históricos no partido.

05/07/2019 13:48h - Atualizado em 05/07/2019 15:31h

O deputado federal Flávio Nogueira, presidente do diretório estadual do PDT no Piauí, comentou o convite feito pelo senador Elmano Férrer (Podemos) para que ele migre para seu partido, que é presidido nacionalmente pela deputada federal Renata Abreu (SP-Podemos).

Na manhã do último domingo, Flávio e Elmano tomaram um café juntos, ocasião em que o senador do Podemos teria feito o convite ao deputado do PDT.

Nesta sexta-feira, em entrevista à O DIA TV e à rádio FM O DIA, Nogueira confirmou que tem dialogado com o colega de Congresso sobre a possibilidade de seguirem juntos, filiados ao mesmo partido, nas eleições de 2022. Mas garantiu que permanece de "corpo, alma e espírito" no PDT, sigla onde diz ter vivido momentos históricos para o país e para a sua vida política. 

O deputado federal Flávio Nogueira diz que política é "integrar" e "entregar-se" (Fotos: Elias Fontinele / O DIA)

Nogueira reconhece que os dois terão mais força no pleito caso estejam no mesmo partido. Porém, o pedetista afirma que não necessariamente ele é quem precisa migrar para o Podemos, havendo também a possibilidade de Elmano tornar-se um novo pedetista.

"Ninguém pode ficar isolado na política. Nós estamos avaliando as eleições de 2022. Só sou eu no PDT [concorrendo a uma cadeira no Congresso], o Elmano é só ele como senador [do Podemos, no Piauí]. Se o partido quiser eleger um deputado federal, vai ter que juntar com alguém, e nós também. Eu, sozinho, não posso ser eleito deputado federal. Então, a gente vai conversar. Só eu que tenho que ir para o Podemos? Por que ele não pode vir para o PDT? Política é integrar e entregar-se", afirmou Flávio Nogueira.

Em relação à declaração de Elmano de que abriria mão da presidência do Podemos no Piauí, para que Nogueira assumisse o comando da sigla, o deputado disse que essa oferta não o atrai. "Quero ter poder é onde estou, no PDT", disse Flávio.

Eleições 2020 - O deputado federal ainda disse que aguarda a resposta do presidente da Fundação Municipal de Saúde, Charles da Silva, ao convite feito pelo PDT para sua filiação à legenda. O presidente do diretório regional diz que uma das metas do partido para o próximo ano é ter um candidato próprio a prefeito da capital.

Nogueira diz que Elmano também pode migrar para o PDT (Foto: Elias Fontinele / O DIA)

Segundo Flávio Nogueira, Charles seria um bom nome para disputar o Executivo municipal pelo PDT. Porém, o deputado ressalta que sua sigla vai avaliar outros nomes que também teriam força na corrida pela Prefeitura de Teresina em 2020.

"Nós convidamos o Charles da Silveira para vir para o partido e ser o candidato, pelo PDT, a prefeito de Teresina. Ele pediu um tempo [para responder], e como tem prazo, não precisa pressa. Ele seria o nome ideal. Mas eu também estou acenando para outras pessoas que possam estar ingressando no PDT, ou retornando. Pessoas que recentemente estiveram no partido, mas que, devido à conjuntura das coligações do partido nas últimas eleições, foram para outro lado", conclui Nogueira.

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário