• Oxenthe! Sunset
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Firmino diz que fará novas mudanças em sua equipe ainda em janeiro

Atualmente, há cinco vereadores e três suplentes de vereador ocupando postos de primeiro escalão na gestão municipal.

09/01/2019 11:52h

O prefeito Firmino Filho (PSDB) afirmou que até o final do mês de janeiro deve concluir a reforma administrativa na Prefeitura de Teresina, e disse que não descarta nomear vereadores para secretarias.

"Até o final deste mês a gente espera fechar a rodada de conversas. As mudanças que aconteceram foram na Secretaria de Finanças, na Secretaria de Saúde, e a gente espera finalizar, com algumas pequenas mudanças, ainda até o final deste mês. Mas ainda não tem nada decidido não", afirmou.

Em outubro de 2018, Charles da Silveira assumiu o comando da Fundação Municipal de Saúde (FMS), depois que o ex-prefeito Silvio Mendes pediu exoneração do cargo.

E no início de novembro Francisco Canindé, que é servidor público municipal de carreira, assumiu a Secretaria Municipal de Finanças, substituindo Manoel Moura Neto.

No lugar de Canindé, que antes era titular da Secretaria Municipal de Administração, quem ficou foi Raimundo Nonato Rodrigues.

Atualmente, cinco vereadores eleitos em 2016 estão ocupando pastas na gestão municipal: José Gomes Filho (na Secretaria Municipal da Juventude); Samuel Silveira (na Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas); Venâncio Cardoso (na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico); Ricardo Bandeira (na Secretaria Municipal de Economia Solidária); e Evandro Hidd (Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Sudeste).

Além desses, há três suplentes de vereador também ocupando postos de primeiro escalão na administração municipal: Marcos Monteiro (na Empresa Teresinense de Serviços Urbanos); Eduardo Aguiar (na Empresa Teresinense de Processamento de Dados); e o coronel Edvaldo Marques (na Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina).

A abertura de mais espaço para políticos na gestão municipal é estudada como uma alternativa para aumentar a fidelidade da base a Firmino. 

Nos últimos meses, muitos parlamentares demonstraram descontentamento com a não execução de emendas, problema relatado tanto por integrantes da base quanto por vereadores da oposição. 

Na semana passada, logo após a solenidade de posse da nova mesa diretora da Câmara Municipal, o presidente Jeová Alencar (PSDB), que é correligionário de Firmino, disse que, se necessário, vai recorrer à Justiça para garantir o cumprimento das emendas parlamentares pelo Poder Executivo.

Galeria da zona leste - Na manhã desta quarta-feira (9), Firmino fez uma visita à construção da galeria da zona leste, na Avenida João XXIII, que deve melhorar a drenagem da água das chuvas na região, com a promessa de reduzir o número de pontos de alagamento.

O prefeito informou que a obra precisou ser interrompida, em seu eixo principal, por conta do período chuvoso. Enquanto isso, acrescenta Firmino, os trabalhos estão concentrados na construção de pequenas galerias que vão abastecer o eixo maior.

"É uma obra importante para a cidade, e que vai ter uma continuidade mais acerelada após o inverno. E esperamos que no inverno seguinte já possamos ver os efeitos dessa galeria. Nós estimamos que o problema de drenagem da zona leste será reduzido entre 80% e 90%", estima Firmino.

Com investimento superior a R$ 49,4 milhões, a galeria terá, segundo a PMT, 7 km de extensão. Até agora já foi construído um trecho de cerca de um quilômetro.

Os recursos são oriundos da Caixa Econômica Federal, com contrapartida da Prefeitura de Teresina.

Firmino quer concluir até 2020 ponte que vai ligar o bairro Água Mineral à UFPI 

O prefeito também falou que pretende entregar, até o final do seu mandato, em 2020, a nova ponte sobre o Rio Poti, que vai ligar o bairro Água Mineral, na altura do balão da Coca-Cola, à Universidade Federal do Piauí (UFPI), próximo ao setor de esportes. A obra tem prazo de execução de 14 meses, e deverá melhorar a mobilidade na zona norte.

O tucano diz que também pretende, ainda na sua gestão, dar início à construção de uma nova ponte ligando o bairro Poti Velho á região da Grande Santa Maria da Codipi.

"Vai ser uma obra que vai valorizar muito a zona norte, e integrá-la à zona leste. E vai desafogar a Avenida Duque de Caxias e a ponte da universidade (Primavera), uma ponte que está muito congestionada, apesar de ter três faixas. É uma obra importante. Teresina, nos últimos anos, tem recebido várias pontes, e esta é uma tradição que a gente tem que manter na cidade. Já está sendo também licitada e projetada a segunda ponte lá do bairro Poti Velho. Ela deverá ser licitada no final deste ano ou início do próximo ano. Nós pretendemos terminar essa ponte da zona norte até o final do nosso mandato, e pretendemos também dar início a essa segunda ponte [no bairro Poti Velho]", afirmou Firmino.

Segundo a prefeitura, a ponte que vai ligar a UFPI ao bairro Água Mineral está orçada em R$ 38,650 milhões, oriundos de um financiamento que a Prefeitura está adquirindo com recursos do FGTS, junto à Caixa Econômica.

O prefeito disse, ainda, que vai deixar uma boa quantidade de recursos em caixa para que seu sucessor possa continuar obras que estarão em andamento ao final da sua gestão.

Por: Cícero Portela e Natanael Souza

Deixe seu comentário