Firmino abre mão do salário de prefeito

Ele receberá os vencimentos como auditor fiscal do TCU e professor da Ufpi

29/01/2013 11:48h

Compartilhar no

O prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) comunicou, nesta terça-feira (29), à Câmara Municipal da cidade que abrirá mão do salário de chefe do Executivo, reajustado em 27,9% no fim de 2012. A informação é da assessoria de imprensa do Palácio da Cidade.

Firmino optou por receber os vencimentos de auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) e de professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), cargos nos quais ingressou por meio de concurso público.

Com a decisão, Firmino deixará de receber R$ 16.574,02. Reajustado no fim de 2012 em 27,9%, o salário de prefeito de Teresina é 19° maior entre as capitais brasileiras.

Por outro lado, Firmino deve receber, no mínimo, a mesma quantia que receberia enquanto prefeito. Lotado no Departamento de Ciências Econômicas, Firmino é professor mestre da UFPI, regime de 20h semanais, onde ocupa a classe 5, nível 1 da carreira, conforme relata o portal da transparência. De acordo com o novo plano de cargos e salários da categoria, um profissional neste nível recebe mensalmente R$ 4.196. Já no TCU, o salário de auditor varia de R$ 11.256 a R$ 19.700, dependendo do nível da carreira.

Como a Lei de Acesso à Informação entrou em vigor em maio de 2012, não é possível verificar os últimos salários de Firmino Filho recebidos tanto na UFPI como no TCU. Nesta época, o atual prefeito da capital piauiense ocupava uma cadeira na Assembléia Legislativa do Estado e não pode optar pelas remunerações de suas carreiras de origem por conta de incompatibilidade legal nos regimes de contratação.

Compartilhar no
Por: Thiago Costa

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário