Fábio Abreu segura fuzil durante posse como secretário de Segurança

Novo secretário disse que se for necessário pegará “de novo o fuzil” e irá “para rua defender a sociedade”.

29/03/2019 16:24h

Compartilhar no

Durante a posse como secretário de Segurança Pública do Piauí, em solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (29), no Palácio de Karnak, o deputado federal licenciado Fábio Abreu protagonizou uma cena inusitada. Na cerimônia, ao ser nomeado pelo governador Wellington Dias (PT), o novo secretário empunhou um fuzil e disse que se necessário pegará “de novo o fuzil” e irá “para a rua defender a sociedade”.

“Eu conto com o apoio de cada policial, militar, civil, agente penitenciário, todos que compõe a segurança pública do nosso estado. E sempre dizia nas campanhas se for necessário eu pego de novo o fuzil e vou pra sua defender a sociedade. É com essa vontade que a gente reassume a Secretaria de Segurança”, afirmou. 

Fábio Abreu segura fuzil durante posse como secretário de Segurança. (Foto: Gabriel Paulino)

Ao receber a arma da mão de um policial, o novo secretário, que é capitão da Polícia Militar e já comandou a pasta entre 2015 a 2018, reforçou que o manuseio da arma não oferecia riscos à plateia que acompanhava a cerimônia. “Dedo fora do gatilho, apontado pra um local seguro, sem riscos de ter qualquer tipo de acidente”, justificou.

Fábio Abreu também frisou que, em sua nova gestão à frente da SSP, os investimentos em tecnologia e em inteligência serão priorizados. "O uso da tecnologia e da inteligência será o principal mote dessa gestão. Nós vamos criar aplicativos e outras alternativas na tecnologia, além de potencializar a inteligência, que vai receber boa parte dos recursos de que vamos dispor, sejam recursos da própria secretaria [de Segurança], provenientes do Ministério da Justiça ou de parcerias com a Secretaria de Justiça", afirmou o deputado federal licenciado.

Durante a solenidade, le afirmou que vai trabalhar para implementar as medidas previstas no plano estadual de segurança pública, lançado em abril de 2018, no final de sua primeira passagem pela pasta. Segundo Fábio Abreu, a nova gestão vai ter como foco a  redução dos índices de criminalidade na capital e no interior.  “Vamos colocar em funcionamento plano estadual de segurança, que prevê varias ações no âmbito da segurança, como a melhoria nas instalações e uma maior aproximação com a comunidade”, destacou.   

O secretário também rebateu as críticas que recebe pelo fato do plano estadual de segurança não ter sido efetivado durante a sua primeira passagem pela Secretaria de Segurança, que durou pouco mais de três anos. “Nunca houve um plano estadual de segurança. Em três anos fizemos o que não foi feito em mais de 100 anos, então é um grande avanço. Não há o que criticar, é um avanço muito grande. O plano é para 20 anos, tendo suas ações renovadas a cada quatro anos”, justificou. 

Candidatura a prefeito

Apesar de ressaltar, durante a solenidade de posse, que pretende ficar à frente da Secretaria de Segurança até 2022, quando encerra o quarto mandato de Wellington Dias (PT), Fábio Abreu voltou a admitir a possibilidade de disputar a prefeitura de Teresina em 2020, o que pode obriga-lo a deixar o cargo no executivo estadual. “Não é uma possibilidade descartada. Qualquer político tem que pleitear, porque, do contrário, ele perdeu a vontade. Enquanto você tiver vontade, você tem que estar pleiteando”, disse.

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral e Natanael Souza.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário