• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Abreu articula chapa proporcional do PL e estabelece meta

Ao chamar a responsabilidade para si, o secretário começa a se voltar para o processo eleitoral do ano que vem, em que pode concorrer à PMT.

20/09/2019 06:56h - Atualizado em 20/09/2019 09:46h

Apesar de ainda não ter oficializado sua pré-candidatura a prefeito, Fábio Abreu lidera nos bastidores a montagem de uma chapa proporcional competitiva no PL. O secretário de Segurança e deputado federal licenciando tem se reunido com frequência com os membros da sigla para discutir estratégias para as eleições do próximo ano. Segundo ele, o objetivo é eleger três vereadores em 2020. 

“Temos candidatos muito interessantes. Estamos fazendo essa busca por nomes que, em tese, são nomes novos, mas que tenham um potencial muito bom com relação à parte política. No nosso entendimento, essa composição já está bem encaminhada para o PL disputar essa próxima eleição, e com toda certeza teremos representação na Câmara Municipal. Estamos trabalhando para eleger três vereadores”, afirmou Fábio Abreu.   


Leia também:

Fábio Abreu deixa decisão sobre candidatura para janeiro 

“Fábio Abreu tem a simpatia do governador”, diz dirigente do PL 


Entre os nomes que devem fazer parte da chapa proporcional do PL em 2020 na capital estão a delegada Anamelka Cadena e o diretor de desportos da Fundespi, Júnior Macedo. Ainda de acordo com Fábio Abreu, lideranças de várias regiões da cidade também estão sendo convidadas para fazer parte do grupo. “Ainda estamos dialogando com várias pessoas que tem representatividade em suas regiões”, disse.

Candidatura a Prefeito 

Sobre a possibilidade de disputar a Prefeitura de Teresina, Fábio Abreu diz que vai avaliar as pesquisas qualitativas e quantitativas antes de tomar a decisão. “Essa decisão deve ser tomada no momento certo, no próximo ano”, afirmou Fábio Abreu, ao garantir que, em qualquer hipótese o PL terá candidatura própria na capital. “O PL vai ter um candidato a prefeito em Teresina. Pode ser eu, ou outro nome. É uma orientação nacional do partido, que vamos cumprir”, completou. 

Por: Natanael Souza, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário