Ex-prefeito de Santo Antônio Lisboa diz que não roubava porque assessor era honesto

Declaração foi dada durante convenção que homologou sua nova candidatura à prefeitura do município da região Sul do Piauí

13/09/2020 14:25h - Atualizado em 13/09/2020 14:43h

Compartilhar no

Ex-prefeito de Santo Antônio de Lisboa, no Piauí, Assis Cipriano admitiu, durante a convenção do PSB, seu partido, e PSD na noite do último sábado (12), que não desviou recursos públicos durante seu mandato porque tinha vergonha de um dos seus assessores, Antônio Quinca (PSD). 

Em seu discurso, transmitido ao vivo pela internet, o ex-gestor afirma que o colega é “um dos homens mais honestos” que viu na vida, por isso o “obrigava a ser também”. “Botei ele pra trabalhar comigo lá, muito bom, mas nem roubar eu podia porque tinha vergonha dele”, disse Cirpiano. VEJA O VÍDEO:


Logo em seguida, o ex-prefeito é por um dos apoiadores que o evento está sendo “gravado”, e passa a afirmar que, caso tivesse “roubado”, mereceria ser punido. A fala, no entanto, ganhou ampla repercussão por se assemelhar a do ex-prefeito de Cocal, José Maria da Silva Moção, que admitiu desvio de recursos públicos e acabou expulso do seu partido, o PTB.

Cipriano, preso em 2009 pela Polícia Civil por porte ilegal de armas durante uma operação contra roubo de cargas e tráfico de drogas que tinha seu filho como alvo, disputa novamente a prefeitura de Santo Antônio de Lisboa tendo justamente Quincas como vice. A reportagem não conseguiu contato com nenhum dos dois candidatos.

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário