"Eventos patrocinados pelo governo não foram realizados", diz vereador

Ítalo Barros afirma que o dinheiro foi repassado para associações que atuam na zona Leste da Capital.

11/04/2019 06:52h

Compartilhar no

O vereador Ítalo Barros (PTC), durante discurso no plenário da Câmara Municipal de Teresina (CMT) nesta terça-feira (9), denunciou a liberação de recursos estaduais para realização que não foram realizados ou superfaturados. Segundo o parlamentar, não é a primeira vez que ele levou o assunto ao legislativo.

“O que acontece é o seguinte, associações criadas recentemente estão movimentando uma média de R$ 80 mil a R$ 100 mil por eventos que não existem. Não é nem a associação que entra com o pedido, a pessoa física entra com a solicitação em uma coordenadoria ou secretaria estadual, que libera o recurso para um evento que não é feito. Isso tem alguma coisa errada”, declarou Barros.


O vereador diz que o Ministério Público já tem conhecimento da denúncia e vai investigar - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Os recursos dos quais o vereador se refere correspondem a eventos ocorridos ainda em 2016 e 2017, que estão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE), mas também destacou repasses feitos já em 2019, para a realização de festa carnavalesca, que ainda não constam no DOE.

Segundo o parlamentar, o Ministério Público e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) já tem conhecimento das denúncias. “Está todo mundo confiante que vão conseguir prender, no caso, essa quadrilha que se formou na zona Leste da cidade”, disparou.

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante - Jornal O Dia

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário