• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Estatuto deve ser respeitado, diz Luís André sobre impasse no PSL

O vereador defende que o vice Valter Rei tome posse como novo mandatário da legenda na Capital.

14/08/2019 07:10h

Em meio ao impasse envolvendo a comissão provisória do PSL em Teresina, o presidente do partido no Piauí, vereador Luís André, defende que o vice, Valter Rei das Motos, tome posse como novo mandatário da legenda na capital, como manda o estatuto da sigla. 

“Em caso de morte ou renúncia do presidente, o próprio vice assume. [...] o Valter tem legitimidade para isso, mas vai depender também do acordo, ouvir os vereadores do partido. A executiva nacional deu a incumbência de que, em uma comissão provisória, o vice deve assumir”, disse o líder partidário. 


Vereador Luís André - Foto: O Dia

Após a morte do ex-presidente, Capitão Anderson, em um trágico acidente automobilístico, o comando do PSL em Teresina ficou vago e alguns grupos demonstraram interesse em ocupá-lo. Alguns correligionários defendem a indicação da irmã do ex-militar, Márcia Gardênia, ao cargo na comissão provisória. 

Apesar de ressaltar que isso só será discutido na próxima semana, uma vez que o partido está voltado neste momento para a visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Piauí, nesta quarta-feira (14), Luís André reforça o nome de Valter para o comando da sigla na capital. 

“Se teve a morte do presidente, o normal, o legítimo, o óbvio e o decente é o vice assumir. Caso ele não queria, aí abre-se o diálogo. Mas pergunto: será que ele só servia para ser vice? não serve para assumir?”, questiona o presidente estadual.

Por: Breno Cavalcante - Jornal O Dia

Deixe seu comentário