Envolvido no caso Odebrecht, ex-presidente do Peru Ollanta Humala sai da prisão

Na quarta-feira passada, o Tribunal Constitucional do Peru revogou a prisão preventiva de Humala, 55, e de sua mulher, Nadine Heredia, 41, presos a pedido da procuradoria do país.

01/05/2018 08:45h

Compartilhar no

O ex-presidente peruano Ollanta Humala e sua mulher, Nadine Heredia, foram libertados nesta segunda (30), após nove meses na prisão. 

Eles vão responder em liberdade à acusação de lavagem de dinheiro no escândalo envolvendo a construtora Odebrecht, que pagou US$ 3 milhões de destinados à campanha eleitoral de Humala de 2011, segundo a procuradoria peruana.

Na quarta-feira passada, o Tribunal Constitucional do Peru revogou a prisão preventiva de Humala, 55, e de sua mulher, Nadine Heredia, 41, presos a pedido da procuradoria do país, que trabalhava para recolher informações e provas. 

Os US$ 3 milhões foram entregues a Humala a pedido do Partido dos Trabalhadores, segundo Jorge Barata, ex-diretor da Odebrecht no Peru.

Humala governou o Peru de 2011 a 2016 e é um dos quatro ex-presidentes do país investigados pelo escândalo de corrupção com a Odebrecht. 

Os outros investigados são Pedro Pablo Kuczynski, Alan García e Alejandro Toledo. Este último enfrenta um pedido de extradição dos Estados Unidos.

Compartilhar no
Fonte: Folhapress

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário