• Oxenthe! Sunset
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Empossados, deputados projetam ações pelo desenvolvimento do estado

Teresa Britto destacou a necessidade de se recuperar a credibilidade da classe política; Fábio Novo prometeu atuar em defesa das minorias e Fernando Monteiro cobrou cumprimento das leis aprovadas na Alepi.

01/02/2019 16:19h

Os 30 deputados estaduais piauienses eleitos em outubro de 2018 tomaram posse em solenidade iniciada por volta do meio-dia desta sexta-feira (1º), no Palácio Petrônio Portella, sede do Legislativo estadual.

Um parlamentar de cada bloco partidário subiu à tribuna para realizar um discurso por ocasião do início da nova legislatura.

Em seu primeiro mandato, a deputada Teresa Britto (PV) falou representando o bloco da oposição, do qual também fazem parte os deputados Marden Menezes (PSDB), Gustavo Neiva (PSB) e Evaldo Gomes, que é do PTC, mas deve migrar para o Solidariedade.

Teresa destacou a necessidade de se recuperar a credibilidade da classe política junto à população. 


Os 30 deputados eleitos em outubro tomaram posse nesta sexta-feira, 1º de fevereiro (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

"Vamos trabalhar pelo resgate da credibilidade da política piauiense. Os cidadãos precisam voltar a confiar nos políticos e acreditar que ainda há pessoas sérias e comprometidas com nosso estado", avaliou Teresa Britto.

A deputada foi a segunda a discursar, logo após o governador Wellington Dias (PT), que precisou deixar a sessão solene antes do fim para embarcar rumo a Brasília, onde participa da posse dos deputados federais e senadores da República.

Teresa também afirmou que faz parte de uma "oposição responsável", que atuará em prol das demandas do Piauí. "Jamais vamos votar contra os servidores públicos e contra o que for benéfico para o Piauí. E seguiremos com nosso trabalho de fiscalização das ações do Executivo, cobrando melhorias e lutando pelo desenvolvimento do estado", anunciou.

A deputada Teresa Britto (Foto: Ascom Alepi)

Falando em nome da bancada do PT, o deputado Fábio Novo disse que cada um dos 30 deputados tem um papel muito importante no processo de desenvolvimento do estado, e citou os avanços alcançados no Piauí graças a programas do Governo Federal criados nas gestões do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como o "Luz para Todos".

Ele também mencionou os investimentos realizados pelo Governo do Estado durante as três gestões passadas do correligionário Wellington Dias (PT).

Por fim, Fábio Novo disse que pretende continuar dedicando sua atuação parlamentar à defesa das minorias. "Vivemos um momento muito desafiador. Particularmente, neste mandato, quero continuar olhando para causas que são muito importantes e que temos que defender nesta casa. Educação, saúde, segurança e também precisamos ter um olhar especial para estratos da sociedade que, historicamente, sofrem discriminação. Mulheres, negros, a população LGBT e também aqueles que professam determinadas religiões", afirmou Novo.

O deputado Fábio Novo (Foto: Ascom Alepi)

Eleito vice-presidente da Assembleia, o deputado Fernando Monteiro (PRTB) ressaltou a importância do confronto de ideias entre oposição e governistas, mas enfatizou que esse processo deve ser feito com respeito, sem ataques pessoais aos parlamentares. 

Monteiro disse que o Poder Legislativo não pode se limitar a realizar apenas suas atribuições previstas na Constituição, mas deve ir além, oferecendo ações em benefício da sociedade, como os cursos disponibilizados na Escola do Legislativo.

O parlamentar considera que o Estado precisa assegurar o cumprimento das leis que são aprovadas na Alepi, o que, segundo ele, não tem acontecido no Piauí. "Se nós formos observar, a grande maioria das leis desta Casa não são executadas, não são cumpridas. A começar pela regulamentação, que muitas vezes não ocorre, e quando ocorre não é executada por aqueles que devem executá-la", concluiu Fernando Monteiro.

O deputado Fernando Monteiro (Foto: Ascom Alepi)

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário