Elmano comenta briga de bolsonaro com STF; "nunca vi nada igual na vida"

Bolsonaro sinalizou que irá apresentar um pedido de impeachment no senado contra Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

17/08/2021 08:42h - Atualizado em 17/08/2021 09:21h

Compartilhar no

O senador Elmano Férrer comentou o acirramento dos atritos entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e ministros do Supremo Tribunal Federal. No último sábado (14) Bolsonaro sinalizou, nas redes sociais, que irá apresentar um pedido de impeachment no senado contra os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. De acordo com o presidente os ministros do SFT “extrapolam com atos os limites constitucionais”.

Elmano revelou que nunca havia visto um cenário de acirramento tão grande e pregou a harmonia entre os poderes para solucionar a crise. Para ele o novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, será peça chave na solução do grave conflito.“Vivemos um problema delicado da política brasileira com uma desarmonia entre os poderes. Nunca vi na minha vida uma situação como essa, mas há muita esperança nas instituições fortíssimas do Brasil, o amadurecimento político do povo. A missão do senado é buscar um entendimento, o consenso e não um dissenso. Sobretudo isso será o papel do nosso conterrâneo Ciro Nogueira, ele assume em um momento delicado e tem que palmilhar os caminhos da distensão que o Petrônio Portella o fez com muita competência 40 anos antes” afirmou o senador.

ALTERNATIVA VIÁVEL

O senador evitou também falar sobre o cenário eleitoral para 2022. No final de semana Ciro Nogueira se reuniu com o ex-prefeito de Teresina, Silvio Mendes, e a deputada federal Iracema Portella. A oposição busca um nome viável para concorrer ao governo no próximo ano. A candidatura de Ciro perdeu força após a ida dele para o ministério da Casa Civil.“Eu acho cedo ainda, nós temos é que trabalhar, e vencer os desafios que estão aí. Claro estamos em uma democracia, somos políticos, e não vemos problema de falar em política, mas a nossa prioridade é trabalhar pelo povo. A oposição buscará uma alternativa viável para 2022”; finalizou o senador

Foto: Assis Fernades/ODIA

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário