• TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Empresários farão novo protesto na Alepi contra projeto que eleva impostos

Projeto de lei será apreciado nesta quarta-feira na Comissão de Finanças da Assembleia, e, em seguida, pode ir direto para votação no plenário da Casa.

31/10/2017 14:18h - Atualizado em 31/10/2017 16:02h

Um grupo de empresários está organizando um novo protesto na Assembleia Legislativa do Piauí para esta quarta-feira (1º), contra o projeto de lei encaminhado pelo governador Wellington Dias (PT) que aumenta impostos sobre diversos setores da economia, inclusive sobre combustíveis.

Empresários estão acompanhando toda a tramitação do projeto de lei que aumenta impostos (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

A matéria foi aprovada na semana passada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepi. Nesta quarta-feira ela será apreciada pela Comissão de Finanças e, em seguida, deve ser colocada em votação no plenário da Casa legislativa.

Gunnar Campos, empresário do ramo de alimentação, afirma que cerca de vinte entidades representativas estão engajadas na mobilização contra o projeto de lei que tramita na Alepi, inclusive a Associação das Indústrias do Piauí (AIP), a Associação dos Jovens Empresários do Piauí (AJE-PI), a Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi) e a Associação Piauiense dos Empresários de Obras Públicas (Apeop-PI). O movimento foi denominado "Nenhum Imposto a Mais" (#nenhumimpostoamais).

"A gente tenta conversar com a oposição e até com alguns deputados da base governista, para mostrar a insatisfação do povo, porque esse projeto atinge diretamente os empresários, mas vai afetar também a população", opina Gunnar Campos.

O empresário Paulo Petit, também do ramo de alimentação, diz que a classe empresarial ainda crê que o projeto pode ser derrubado, mesmo sabendo que o governador Wellington Dias possui em sua base um número de deputados suficiente para aprovar, com folga, a matéria.

"O desgaste para esses deputados será muito grande, Querer aprovar uma coisa que todo mundo é contra. Quem é a favor de aumento de impostos? Ninguém quer! Ainda mais num momento de crise como este que o país vive. Gasolina aumentando direto, energia subindo. E nós não vamos desistir", afirma Petit.

O governador Wellington Dias defendeu a necessidade de aprovação do texto, visto as dificuldades financeiras que o Estado enfrenta. “Nessa situação emergencial, tomei a decisão de apresentar duas alternativas, que beneficia fortemente os empreendedores, que é o Refis, e do outro lado, e apenas por um período, o aumento das alíquotas, ou seja, eu já estou autorizado de imediatamente, passado a crise, ela ter uma redução. Já fizemos isso uma vez”, explicou.

Entidades que integram o movimento #nenhumimpostoamais: Fiepi, Fecomercio, Setut, AJE, Sintrometal, Sindiferro, Sintriapi, Aprosoja, Sinduscom, Apipa, Aeps, CDL, Sindlojas, Sinhores, Apad, Abrasel, Interaje, Sinpolpi, Crea-PI, Sindicapi, Senge-PI, Sincapi e Apeop.

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário